UAI

2

Turco seguirá no Atlético, garante diretor: 'Não pensamos na substituição'

Treinador vem recebendo duras cobranças dos torcedores atleticanos, especialmente pelos dois últimos resultados no Campeonato Brasileiro

13/06/2022 11:37 / atualizado em 13/06/2022 13:10
compartilhe
Turco Mohamed vai seguir no comando da equipe; diretoria está insatisfeita com resultados recentes
foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Turco Mohamed vai seguir no comando da equipe; diretoria está insatisfeita com resultados recentes

O técnico Turco Mohamed permanece no comando do Atlético. Apesar da pressão da torcida por uma mudança no comando, o treinador teve a continuidade garantida pelo diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano. O dirigente afirmou em entrevista nesta segunda-feira que, no momento, o clube não pensa em mudança no comando técnico.

"Não pensamos na substituição neste momento, pensamos em trabalhar muito de forma silenciosa para reverter esse movimento que não é bom, de nove pontos fizemos dois. O líder atualmente já abriu cinco pontos, isso nos preocupa, a gente está trabalhando desde o pós jogo do Santos para encontrar soluções para vencer quarta-feira", disse o dirigente.

Nas últimas três rodadas, como citou o dirigente, o Galo não venceu. Empatou com o líder Palmeiras, fora de casa, considerado um bom resultado. Depois, uma dura derrota para o Fluminense, por 5 a 3 (voltou a levar cinco gols em um jogo depois de 11 anos), e um empate com o Santos, quando teve um jogador a mais por quase todo o segundo tempo.

Rodrigo Caetano afirmou que todos no clube estão insatisfeitos com os resultados ruins em sequência. "É legítima a insatisfação, vamos deixar bem claro. Nós também não estamos satisfeitos, os atletas também não. Neste último recorte. No domingo em que enfrentamos o Palmeiras e disputávamos a liderança do campeonato, foram muitos os pontos positivos. Se não fomos superiores, foi de igual para igual. O próprio Palmeiras reconheceu e, muitas das vezes, se defendeu. Nossa equipe também se defendeu bem. O ponto fora da curva foi o jogo com o Fluminense, é nítido, admitido por todos. Fomos muito abaixo do nosso padrão de comportamento. E tivemos a infelicidade de empatar o último jogo, onde tivemos boa parte do segundo tempo com um homem a mais e com a vantagem, mas não confirmamos a vitória. Isso traz uma insatisfação".

Apesar do últimos resultados fora do planejamento, a diretoria alvinegra aposta em continuidade do treinador para que a equipe volte a ter bom desempenho na temporada.

"Porém, a cada momento de oscilação, de dificuldade, a gente ficar substituindo profissionais, é mais do mesmo. A gente aqui vai trabalhar do contrário, vai trabalhar para recuperar o bom desempenho, recuperar os resultados, com uma sequência de bons resultados, para que a gente consiga manter o trabalho como vem sendo feito até o presente momento", completou.

Não é unânime


Durante a entrevista, Rodrigo Caetano deu a entender que a decisão de continuidade de Turco Mohamed não é unânime dentro do órgão colegiado (presidente Sérgio Coelho, vice-presidente José Murilo Procópio, e os 4 R's: Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador). No então, as decisões são tomadas em consenso dentro do grupo que gere o Atlético.

"Quando venho aqui falar, eu falo pelo presidente e pelos 4rs, se não vir aqui falar por eles, ou eu não vou estar aqui ou não vou falar. Unanimidade é uma palavra desejada por todos, mas nem sempre traduz a realidade. O que importa é o que o grupo em consenso decidir. E que fique claro que o nosso papel é o apoio incondicional aos profissionais que aqui estão, sejam eles atletas, funcionários do CT, treinador. A gente interpreta o externo, interpreta as críticas, aceita, tenta fazer as correções aqui, mas se alguma tomada de decisão ocorrer pelo que está acontecendo aqui será por uma decisão nossa, não resta a menor dúvida".

Por fim, Caetano voltou a citar que o Atlético vinha tendo bons resultados até a última semana. Para o dirigente, a comissão técnica de Turco Mohamed precisa encontrar soluções para o time voltar a ter boa performance. O treinador terá respaldo da diretoria para seguir com o trabalho na Cidade do Galo.

"E a avaliação em relação ao Turco, e não somente em relação aos números, fizemos bons jogos, inclusive dito por vocês (imprensa), que o primeiro tempo contra o Santos foi reeditando grandes momentos, o jogo contra o Palmeiras. O que a gente precisa é reeditar esta regularidade, essa performance, esse desempenho uniforme, em todos os 90 minutos para a gente ficar mais perto da vitória, mudou um pouco, a gente tem um pouco mais de posse de bola, tem que traduzir isso mais em gol, sofrer menos, talvez na parte defensiva, tivemos um jogo que tomamos cinco gols, que foi inusitados, fora da curva e temos que encontrar solução, nós vamos seguir trabalhando para fazer as correções e mirando que nenhuma substituição ocorra, este é o nosso desejo e a gente vai trabalhar para dar o respaldo para atletas e comissão técnica", concluiu.

O Atlético volta a campo nesta quarta-feira. O Galo visita o Ceará, no Castelão, às 19h, e busca reabilitação no Campeonato Brasileiro. O Alvinegro está na sexta posição, com cinco pontos a menos que o líder Palmeiras. 

As reações de Turco Mohamed durante a entrevista coletiva



Compartilhe