Botafogo

SÉRIE A

Botafogo aposta no fator casa para selar a sua permanência na elite do Brasileirão

Torcida deve lotar o Engenhão para empurrar o time carioca

postado em 30/11/2019 09:48 / atualizado em 30/11/2019 09:50

(Foto: Twitter/Botafogo)
O Engenhão deve receber um grande público neste sábado, quando o Botafogo receberá o Internacional, a partir das 19 horas, para selar a sua permanência na elite do Campeonato Brasileiro. A partida é válida pela 36.ª rodada.

Até o início da noite desta sexta-feira, 16 mil ingressos haviam sido vendidos de forma antecipada. A torcida está animada depois de o time ter vencido Corinthians e Chapecoense - ambos por 1 a 0 - e subido para a 13.ª colocação, com 42 pontos.

Se emplacar o terceiro resultado positivo seguido, o Botafogo chega aos 45 e poderia ser alcançado em pontos pelo Cruzeiro, que abre a zona de rebaixamento com 36, mas ficaria na frente no número de vitórias, que no momento é de 13 contra 7.

"A gente sempre falou da importância da torcida e, nessa reta final, ela nos abraçou. O torcedor tem feito umas festas lindas dentro de casa, nos apoiando do início ao fim. Novamente vamos precisar deles para conseguir a vitória", disse João Paulo.

O volante, inclusive, será uma das novidades em relação ao time que ganhou da Chapecoense, em Santa Catarina. Apesar de não estar totalmente recuperado das dores no cotovelo direito que o tiraram do último jogo, ele participou do treino desta sexta-feira e está confirmado. Por preocupação, ele pode ter seu braço enfaixado.

Outro reforço para o técnico Alberto Valentim é o lateral-direito Marcinho, recuperado de uma torção sofrida no joelho direito que o tirou de combate por três semanas. Por outro lado, o zagueiro Gabriel está suspenso e após dois jogos de fora, uma por suspensão e outra por opção técnica, Joel Carli volta. Ele será o companheiro de Marcelo Benevenuto.

"Eu mantive o Marcelo em Chapecó porque tive a chance de manter o time pela primeira vez. Além disso, todo elenco está cansado e temos que pensar neste tipo de revezamento, ainda mais quando você faz uma troca sem perder qualidade", explicou o técnico sobre o descanso de Carli, que é ídolo da torcida.

O Internacional teve duas partidas seguidas em casa para encaminhar sua presença na Copa Libertadores de 2020. Tropeçou em ambas e falhou em seu objetivo. Agora, terá de recuperar fora de casa os pontos perdidos diante do seu torcedores. Com o empate diante do Fortaleza em 2 a 2 e a derrota por 2 a 1 para o Goiás, o Inter ficou muito longe de conquistar a vaga à fase de grupos à Libertadores e, de quebra, se complicou na briga por um lugar na fase prévia da competição continental. Caiu para a oitava colocação e parou nos 51 pontos, apenas dois a mais que o Goiás, o primeiro time fora da zona de acesso ao torneio.

Uma das lideranças do elenco, Edenilson pediu um "acordo" geral entre todos os funcionários e jogadores do clube para confirmar a classificação à Libertadores. "Temos que entrar em um acordo todo mundo, conversar com o professor e corrigir os erros. É um grupo experiente e temos que fazer de tudo para alcançar essa vaga", disse.

Com a crise instalada, o vice de futebol Roberto Melo, um dos principais alvos de protestos recentes da torcida anunciou por meio de uma breve nota publicada no site do clube na sexta-feira o desligamento do cargo. Os maus resultados consecutivos contribuíram para a saída de Melo, que já viu seu relacionamento com os jogadores desgastar. O diretor Adauri Silveira também deixou o clube

Muito criticado, o técnico Zé Ricardo fechou os portões no último treino e definiu em segredo o substituto do meia D'Alessandro, fora do jogo para cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Sarrafiore, Neilton e Rafael Sóbis são os candidatos a ficar com a vaga do argentino. Sóbis, por sinal, voltou a ficar à disposição do treinador após cumprir suspensão no jogo passado. O mesmo acontece com o volante Rodrigo Lindoso.

Wellington Silva e Guilherme Parede também são opções. A escalação de um deles faria com que Nico López atuasse centralizado na função de armador. Mas o mais provável mesmo é que Sarrafiore jogue. Recentemente, Zé Ricardo disse em entrevista coletiva que gostaria de utilizar o jovem na faixa de campo em que atua D'Alessandro.

Tags: futebol Brasileirão Botafogo