Botafogo

BOTAFOGO

Eduardo Barroca diz respeitar decisão de Honda em deixar o Botafogo

Segundo o técnico do Glorioso, a decisão de Honda em sair do clube ocorreu por motivos pessoais do jogador

postado em 30/12/2020 13:39 / atualizado em 30/12/2020 13:48

(Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

O anúncio oficial ainda não foi feito pela direção do Botafogo ou pelo jogador, mas o meia japonês Keisuke Honda, que pediu para antecipar o término de seu contrato, não jogará mais pelo Botafogo. Tanto que o técnico Eduardo Barroca não conta mais com o atleta em seu elenco e disse que respeita a sua decisão de deixar o clube carioca.
"Foi uma decisão do Honda. Depois do jogo contra o Corinthians (no último domingo), o Tulio (Lustosa, gerente de futebol) comunicou que tinha uma cláusula no contrato que permitia a rescisão. Não teve nada que pudéssemos fazer para reverter a situação. Não posso falar disso de maneira alguma. Ainda não tive oportunidade de conversar com o Honda. Os motivos foram pessoais, ele teve uma lesão que o tiraria entre 30, 35 dias. Tem três filhos pequenos e o cenário futuro profissional", afirmou Barroca em entrevista à rádio Globo.

"Não foi algo que pudéssemos fazer o contraditório para reverter a situação. Temos muito jogadores jovens, que não têm a vivência prática da Série A, e quando perdemos um jogador que possa nos dar essa experiência, ainda mais sem a possibilidade de repor, não é o ideal", prosseguiu o treinador, destacando a necessidade do time de contar com jogadores experientes no elenco.

"Todos nós estamos lutando contra um cenário adverso (rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro) e respeitamos a decisão pessoal, a forma como foi feita, respeitosa, frontal. Precisamos de profissionais que queiram enfrentar esse cenário de maneira integral. Falo para os jogadores que não é momento para estar 100% aqui, mas sim 110%. Tudo foi feito de forma clara e respeitosa", completou.

A expectativa é que a diretoria do Botafogo anuncie a rescisão do jogador ainda nesta semana. Honda já tem em mãos uma proposta para retornar à Europa e defender o Portimonense, de Portugal. O presidente do clube europeu já revelou que faltam detalhes para o acerto.

"Eu conheço muito bem o jogador. É um jogador muito valioso, apesar da idade. Todas as equipas gostariam de o ter. Faltam alguns detalhes, mas queremos resolver o mais rápido possível", disse Rodiney Sampaio, em entrevista à TV portuguesa TSF.

Ao todo, foram 27 jogos e apenas três gols de Honda com a camisa do Botafogo, que está em 19.º e penúltimo lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, com apenas 23 pontos após 27 rodadas.

Tags: futnacional botafogorj mercadobola