UAI

2

Botafogo vence o Ceilândia e fica perto da classificação na Copa do Brasil

Botafogo ganha por 3 a 0 no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e conquista larga vantagem para jogo da volta, no Nilton Santos

20/04/2022 23:43 / atualizado em 21/04/2022 00:21
compartilhe
Kanu marcou duas vezes na vitória que aproximou o Botafogo das oitavas de final
foto: Vitor Silva/Botafogo

Kanu marcou duas vezes na vitória que aproximou o Botafogo das oitavas de final


O Botafogo voltou a mostrar força e venceu por 3 a 0 o Ceilândia, nesta quarta-feira, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O confronto foi o de ida pela terceira fase da Copa do Brasil.



Os cariocas foram dominantes durante os 90 minutos e abriram o placar no primeiro tempo, com Kanu. O zagueiro marcou o segundo gol do Botafogo na etapa final. Lucas Piazón fez o terceiro e decretou o triunfo dos visitantes.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 12 de maio, no Nilton Santos. O Botafogo pode perder por dois gols de diferença que mesmo assim avança na Copa do Brasil.

O JOGO


O Botafogo começou a partida pressionando o Ceilândia. Os cariocas criaram duas boas chances nos primeiros minutos, mas pecaram nas finalizações com Kanu e Romildo, respectivamente. De tanto insistir, os visitantes chegaram ao gol aos 18 minutos. Após cobrança de escanteio, Kanu subiu mais que a zaga para cabecear para a rede.

Mesmo depois do gol, o Botafogo manteve a postura ofensiva. Os cariocas quase ampliaram o placar aos 25 minutos. Diego Gonçalves arriscou da entrada da área, viu a bola desviar na zaga e quase encobrir Matheus Kayser. Para a sorte do Ceilândia, a finalização foi pela linha de fundo. Os donos da casa quase empataram em seguida. Filipinho roubou a bola de Tchê Tchê e tentou de longe, mas Diego Loureiro estava atento para fazer a defesa.

O lance animou o Ceilândia, que conseguiu equilibrar a partida. Com isso, o duelo ficou concentrado entre as intermediárias. Somente na parte final, o Botafogo teve a chance de ampliar. Aos 44 minutos, Matheus Nascimento foi lançado, mas chutou em cima de Matheus Kayser. Assim, os cariocas seguiram com a vantagem mínima até o intervalo.

Na etapa final, o Botafogo continuou sendo ofensivo e foi premiado aos oito minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Gustavo Sauer cruzou e Kanu apareceu para mandar para o gol.

O Ceilândia não teve nem tempo para lamentar o revés e viu o Botafogo chegar ao terceiro gol aos nove minutos. Em avanço rápido, Lucas Piazón recebeu passe na área e chutou para a rede.

Os donos da casa sentiram os gols e não esboçavam qualquer reação. Tanto que o Botafogo manteve o bom rendimento e quase marcou o quarto aos 16 minutos, quando Victor Sá acertou a trave.

O Botafogo diminuiu o ritmo e permitiu ao Ceilândia chegar ao ataque. Mesmo assim, os cariocas tiveram chance de ampliar, aos 35 minutos. Erison levou a melhor sobre a zaga e mandou na trave.

O susto fez o Ceilândia recuar novamente. O Botafogo passou a administrar o resultado e ainda acertou mais uma vez a trave com Daniel Borges, em cobrança de falta. Mesmo assim, a torcida foi agraciada com mais uma boa atuação dos cariocas sob o comando de Luís Castro.

CEILÂNDIA 0 x 3 BOTAFOGO


CEILÂNDIA
Matheus Kayser, Gabriel, Medeiros, Liel (Fernando Gomes) e China (Hiwry); Werick, Geovane e Matheus Guarujá; Filipinho (Peninha), Roberto Pitio (Héricles) e Thiago (Gleissinho)
Técnico: Adelson Almeida

BOTAFOGO
Diego Loureiro, Saravia, Philipe Sampaio, Kanu e Daniel Borges; Romildo (Lucas Fernandes), Barreto (Tchê Tchê) e Patrick de Paula (Lucas Piazón); Gustavo Sauer, Diego Gonçalves (Victor Sá) e Matheus Nascimento (Erison)
Técnico: Luís Castro

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 20 de abril de 2022 (quarta-feira)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Renda: R$ 1.349.23,00
Público: 28.110 pagantes
Cartões amarelos: Filipinho (Ceilândia)
GOLS: Kanu, aos 18min do 1ºT; Kanu, aos 8, Lucas Piazón, aos 9min do 2ºT

Compartilhe