Bragantino

SÉRIE B

América é presa fácil para o Bragantino, perde quinto jogo na Série B e segue no Z4

Coelho perdeu boa oportunidade de sair da zona de rebaixamento

postado em 11/06/2019 22:30 / atualizado em 12/06/2019 01:48

<i>(Foto: Bragantino/Divulgação)</i>
O América não resistiu à qualidade do líder Bragantino e foi derrotado pela quinta vez em oito rodadas na Série B do Campeonato Brasileiro. Claudinho, aos 27 minutos do primeiro tempo, e Ytalo, aos 14 minutos da etapa final, marcaram os gols da vitória da equipe paulista por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

Durante os 90 minutos, o Coelho teve dificuldades para atacar. Foram apenas duas chances de perigo na partida, uma em cada tempo. Por sua vez, o Bragantino poderia ter ganhado por margem maior, mas parou em boas defesas do goleiro Thiago. No geral, os mandantes tiveram 64% de posse de bola e trocaram 407 passes, contra apenas 214 do América. Os dados são do Footstats.

Se ganhasse no interior de São Paulo, o América alcançaria oito pontos e teria condições de sair da zona de rebaixamento. O revés, contudo, mantém a equipe no Z4, na antepenúltima posição, com apenas cinco. O próximo jogo será em julho, depois da parada da Copa América, contra o Figueirense, no Independência.

Na parte de cima da classificação, o Bragantino abre vantagem na ponta, com 19 pontos, três a mais que Botafogo-SP e Londrina. No mês seguinte, os paulistas retomam a caminhada na Série B diante do Paraná, fora de casa.

O jogo

Com todos os titulares à disposição, o técnico Maurício Barbieri pôde repetir a escalação que venceu o CRB no último sábado, por 3 a 1, em Maceió-AL. A estratégia de jogo, porém, foi diferente. Afinal, o Bragantino, adversário desta terça, defendia a liderança. E conforme esperado, controlou a posse de bola, enquanto o Coelho se fechou à espera de um contra-ataque. O primeiro lance de perigo dos donos da casa aconteceu aos 7min: Claudinho fintou João Paulo e Luiz Fernando e chutou forte para boa defesa de Thiago.

Um dos responsáveis pelo grande volume de jogo do Bragantino foi o volante Uillian Correia, ex-Cruzeiro, que recorreu a lançamentos e passes longos em direção aos velozes Claudinho e Thiago Ribeiro. Constantemente, os laterais Aderlan e Edimar também subiam ao ataque, dificultando bastante para a marcação americana.

<i>(Foto: Daniel Hott/América)</i>

Aos 26 minutos, o Bragantino teve falta pelo lado direito. A bola, que era para ser cruzada, foi chutada direto ao gol por Edimar. Thiago saltou e conseguiu espalmar à linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Thiago Ribeiro percebeu que Claudinho estava perto da meia-lua, sem marcação, e deu ótima assistência. O camisa 39 do Massa Bruta bateu de primeira e colocou a redonda no canto direito: 1 a 0.

Somente aos 32 minutos é que o América fez sua primeira jogada importante, graças a um erro na saída de bola do Bragantino. Juninho recebeu passe de Marcelo Toscano, mas bateu fraco, em cima de Júlio César. Na sobra, Rafael Bilu encheu o pé, porém o goleiro mostrou tempo de reação e voltou a defender. No restante da etapa inicial, a agremiação mandante administrou a vitória parcial diante de um visitante sem perspectivas de reação.

Sem substituições no intervalo, o América permaneceu com dificuldades de encaixar bons ataques no segundo tempo. Já o Bragantino continuou explorando as jogadas pelas beiradas de campo para tentar ampliar o marcador. Aos 6 minutos, Thiago Ribeiro se aproveitou de corte errado de Paulão, foi à linha de fundo e encontrou Claudinho livre na grande área. Diferentemente do belo chute da etapa inicial, o meia-atacante finalizou por cima e desperdiçou boa chance.

Com a proposta de sempre buscar o ataque, o Bragantino conseguiu um pênalti aos 14 minutos, quando a bola arrematada por Thiago Ribeiro explodiu no braço de Zé Ricardo. Ytalo cobrou rasteiro e fez 2 a 0. A partir dali, o Massa Bruta deu uma “relaxada” e segurou o placar mantendo a bola em seus pés. A única situação de gol do Coelho aconteceu aos 36 minutos, no lance em que Júlio César defendeu conclusão de Rafael Bilu.

<i>(Foto: Bragantino/Divulgação)</i>

BRAGANTINO 2X0 AMÉRICA

BRAGANTINO
Júlio César; Aderlan, Ligger, Rayan e Edimar; Barreto e Uillian Correia; Wesley (Roberson, aos 37min do 2ºT), Ytalo (Pio, aos 38min do 2ºT) e Thiago Ribeiro (Tubarão, aos 29min do 2ºT); Claudinho
Técnico: Antônio Carlos Zago

AMÉRICA
Thiago; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Luiz Fernando (Willian Maranhão, no intervalo), Zé Ricardo (Matheusinho, aos 28min do 2ºT) e Juninho; Felipe Azevedo, Rafael Bilu e Marcelo Toscano (Neto Berola, aos 16min do 2ºT)
Técnico: Maurício Barbieri

Gols: Claudinho, aos 27min do 1ºT; Ytalo, aos 14min do 2ºT (BRA)

Cartões amarelos: Neto Berola, aos 22min, Leandro Silva, aos 43min do 2ºT (AME)

Motivo: oitava rodada da Série B

Estádio: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP

Data: terça-feira, 11 de junho de 2019

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Diogo Carvalho (RJ) e Gabriel Conti Viana (RJ)

Público: 6.613

Renda: R$ 44.730,00

Tags: bragantinosp interiormg serieb derrota revés tropeço américa bragantino