UAI

2

Corinthians bate Deportivo Cali, reage e embola grupo na Copa Libertadores

Com gol contra bizarro de zagueiro, no segundo tempo, Corinthians derrota o time colombiano em casa e soma três pontos no Grupo E

13/04/2022 23:13 / atualizado em 14/04/2022 00:14
compartilhe
Jogadores corintianos comemoram o gol contra do zagueiro Caldera: vitória do alívio
foto: Nelson Almeida/AFP

Jogadores corintianos comemoram o gol contra do zagueiro Caldera: vitória do alívio


Não foi da forma convencional, mas o Corinthians venceu o Deportivo Cali nesta noite, na Neo Química Arena, pelo placar de 1 a 0, na segunda rodada da Copa Libertadores. O tento foi do zagueiro Caldera, que cabeceou contra as próprias redes, encobrindo o goleiro, na segunda etapa.



Com o resultado, todos os participantes do Grupo E chegaram aos três pontos, mas o alvinegro é o lanterna pelo saldo - os outros jogos foram 2 a 0. O Cali é o líder. 

O primeiro tempo alvinegro foi equilibrado, com algumas chances de gol, principalmente pelos lados e nas bolas paradas, criadas, justamente, por essas peças - Willian, Fagner e Mantuan. Cássio realizou uma grande defesa em cabeçada de Burdisso, mas só.

Na segunda etapa, o rendimento caiu um pouco, como esperado, algumas modificações foram feitas, e o gol veio, se não por merecimento, por sorte.

O próximo compromisso do Timão será neste sábado, às 19h (de Brasília), diante do Avaí, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena. Já pela Libertadores, o desafio será somente dia 26 de abril, contra o Boca, também em casa. Até lá, haverá estreia na Copa do Brasil e clássico contra o Palmeiras pelo Brasileirão.

O JOGO 


A primeira grande chance do jogo surgiu após Willian roubar a bola no campo de defesa, partir por todo o campo e passar para Renato, na direita. O camisa 8 foi derrubado quase dentro da área e, na cobrança da falta, Jô subiu, mas acabou cortado pela zaga. No escanteio, Raul mandou para fora.

Perto dos 11 minutos, Mantuan conseguiu enfiar a bola para Paulinho, que foi até a linha de fundo e cruzou, mas De Amores acabou espalmando. Willian, partindo pela esquerda, acabou parado por Gutiérrez, mas, na cobrança da falta, a bola foi baixa. Na sequência, Cássio fez uma grande defesa em cabeçada de Burdisso, após desvio no meio do caminho.

Aos 23 minutos, Fagner caminhou com a bola pela direita e cruzou rasteiro, passando por Mantuan e chegando do outro lado com Fábio Santos, que acabou, no carrinho, mandando a bola para o alto, com força.

O Alvinegro continuou mais ofensivo. Mantuan e Fagner tabelaram, e o lateral cruzou para o atacante finalizar na cara do gol, mas o arqueiro caiu para fazer a defesa. Jô, pouco depois, chegou a marcar, mas a arbitragem marcou impedimento corretamente. Já partindo para o fim do primeiro tempo, Willian cobrou falta perigosa, com a bola presa do lado de fora da rede.

Na segunda etapa, sem modificações, Mantuan quase colocou o Corinthians à frente do marcador ao chutar colocado, mas a bola bateu na trave após defesa de De Amores. A equipe continuou tentando, com Jô, em duas oportunidades, mas em vão. Entraram Piton e Du Queiroz nos lugares de Fábio Santos e Maycon.

Aos 22 minutos, após um chute de fora da área de Fagner, o goleiro espalmou para o meio e a bola sobrou para o zagueiro Caldera, que cabeceou contra o próprio gol, abrindo o placar para os donos da casa. Na sequência, Pereira promoveu as entradas de Róger Guedes e Giuliano para as saídas de Jô e Paulinho.

Aos 30 minutos, Jhon Vasquez cruzou pelo lado direito para Edgard Camargo cabecear. Carlos Robles desviou na trave, mas a posição de impedimento foi marcada. Por fim, Gil teve chance de ampliar após cruzamento de Renato, mas a bola foi para fora. Caldera, quase no finzinho, apareceu sozinho na frente do gol, mas mandou para o alto.

CORINTHIANS 1 x 0 DEPORTIVO CALI


CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Gil, Raul, Fábio Santos (Lucas Piton); Maycon (Du Queiroz), Paulinho (Giuliano) e Renato Augusto; Mantuan, Willian (Bruno Melo) e Jô (Róger Guedes)
Técnico: Vítor Pereira

DEPORTIVO CALI
Guillermo de Amores; Gutiérrez, Burdisso (Caldera), Marsiglia, Mafla (Carlos Robles); Congo, Camargo (Luna), Gutiérrez (Cabezas); Jhon Vásquez (Ramos), Kevin Velasco e Ángelo Rodriguez
Técnico: Rafael Dudamel 

Local: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data: 13 de abril de 2022 (quarta-feira)
Árbitro: Eber Aquino (PAR)
Assistentes: Eduardo Cardozo e Júlio Aranda (PAR)
GOLS: Caldera (contra), aos 22min do 2ºT
Cartões amarelos: Mafla, Gutiérrez e Rafael Dudamel (Deportivo Cali) e Paulinho, Gil e João Victor (na reserva) (Corinthians)
Renda: 37.837 pessoas
Público: R$ 3.069.768,25

Compartilhe