'Mais um jogo que a gente erra', lamenta Ramon após empate do Cruzeiro

Zagueiro colocou o time celeste em vantagem, porém o Guarani deixou tudo igual no segundo tempo. Chance de acesso é praticamente nula

29/09/2021 23:37 / atualizado em 30/09/2021 07:54
compartilhe
Ramon lamentou vacilos do Cruzeiro no segundo tempo
foto: Reprodução/TV Cruzeiro

Ramon lamentou vacilos do Cruzeiro no segundo tempo


O zagueiro Ramon fez as vezes de centroavante e abriu o placar para o Cruzeiro com uma bela finalização de cabeça aos 12 minutos do primeiro tempo do jogo contra o Guarani, nesta quarta-feira, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela 27ª rodada da Série B. Só que o adversário reagiu na etapa complementar e empatou aos 4 minutos, em finalização do lateral-direito Mateus Ludke, que recebeu assistência de Bruno Sávio.


Em entrevista ao canal do Cruzeiro no YouTube, Ramon disse que a equipe pecou pela falta de concentração. “Mais um jogo que a gente erra e que a gente deixa passar a vitória. Mais um jogo em que fomos bem no primeiro tempo e voltamos para o segundo desatentos. Falamos no intervalo, ‘concentração lá em cima’, mas aí a gente volta a tomar gol no começo do segundo tempo”.

Na opinião do camisa 4, o time precisa dificultar ao máximo as ações dos rivais dentro de campo. “Agora é trabalhar, seguir firme nessa batida e parar de dar mole ao adversário. Para fazermos um gol, é difícil. Aí vem o adversário e faz o gol como ele quer. É seguir trabalhando e buscar as vitórias para conseguirmos o nosso objetivo”.

O gol desta quarta-feira foi o quinto de Ramon em 69 partidas pelo Cruzeiro. Ele quase marcou outro, também em conclusão de cabeça, mas a bola explodiu no travessão. No fim das contas, o empate por 1 a 1 com o Guarani manteve a Raposa distante do G4 da Série B, que tem o Avaí em 4º, com 46 pontos.

Após o compromisso em Campinas, o time celeste viu a chance de acesso à Série A atingir um patamar irrisório: apenas 0,056%, de acordo com o Departamento de Matemática da UFMG . Em 15º lugar, com 32 pontos, o Cruzeiro enfrentará o Brasil de Pelotas, lanterna com apenas 16, às 11h de domingo, no Independência, pela 28ª rodada.

Sem entrar no mérito de G4, Ramon frisou a obrigação de conquistar o triunfo em Belo Horizonte. “Agora é um jogo em casa contra um time que está brigando para sair da zona de rebaixamento. Será mais uma partida difícil, mas a gente tem que usar o fator casa ao nosso favor para retomarmos as vitórias”.

Para terminar a Série B entre os quatro melhores, o Cruzeiro necessita de no mínimo 10 vitórias nas últimas 11 rodadas, além de secar equipes que se encontram nas proximidades do G4. Já a briga pela permanência na segunda divisão requer 14 dos 33 pontos em disputa na reta final do campeonato.

Depois do Brasil de Pelotas, o Cruzeiro encara Coritiba (fora), Botafogo (casa), Avaí (fora), Remo (casa), Vila Nova (casa), Londrina (fora), Brusque (casa), Vitória (fora), Sampaio Corrêa (fora) e Náutico (casa).


Compartilhe