Alberto Rodrigues, da Itatiaia, desabafa após derrota do Cruzeiro: Vergonha

Profissional de 82 anos narra os jogos do Cruzeiro desde os anos 1960 e se mostrou inconformado com qualidade do time celeste e com 'má gestão' do clube

29/10/2021 01:13 / atualizado em 29/10/2021 01:58
compartilhe
Alberto Rodrigues se emocionou em desabafo por nova derrota do Cruzeiro
foto: Rádio Itatiaia/divulgação

Alberto Rodrigues se emocionou em desabafo por nova derrota do Cruzeiro


Responsável por levar a emoção dos jogos do Cruzeiro ao torcedor no microfone da Rádio Itatiaia desde os anos 1960, o narrador Alberto Rodrigues , de 82 anos, fez um grande desabafo na emissora, nesta quinta-feira à noite, após a derrota celeste por 3 a 1 para o Remo, no Independência, pela 32ª rodada da Série B.



Por alguns minutos, o cronista, que é cruzeirense, participou do quadro 'Seu nome, seu bairro', comandado pelo repórter Thiago Reis, e expressou sua decepção com o atual time do Cruzeiro. Ele ainda criticou a gestão do presidente Sérgio Santos Rodrigues e lamentou ter que presenciar o pior momento da história do clube, fundado em 1921.

Alberto lembrou que, em 1994, narrou uma vitória do Remo sobre o Cruzeiro por 5 a 1, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro, e voltou a sentir vergonha com o revés por 3 a 1 no Independência, pela Série B.

Com o novo tropeço na competição, o Cruzeiro sepultou as chances de voltar à Série A e amarga a 13ª posição na Segundona, com 39 pontos. A meta do clube passa a ser escapar da queda à Série C.

" É uma vergonha, uma vergonha, vergonhosa derrota do Cruzeiro. E essa vergonha está voltando, porque, em 1994, eu tive essa mesma vergonha do Cruzeiro. O Cruzeiro perdeu de 5 a 1 do Remo, no Mineirão. Eu imaginava que alguns jogadores poderiam ter lembrado disso aí e jogassem mais nesse jogo. Foi terrível a atuação do Cruzeiro, principalmente no segundo tempo ", iniciou Alberto.

Em seguida, o narrador criticou o time e o trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo. " Parecia um time cansado, mal treinado, essa é a verdade, seja Vanderlei Luxemburgo ou outra pessoa dirigindo esse time. Mas pessimamente treinado para esse jogo, principalmente para esse jogo. Não sei se a greve dos jogadores atrapalhou um pouco, talvez tenha até atrapalhado, mas a condição física do Cruzeiro no segundo tempo foi terrível. E o Remo, que é um time pior do que o Cruzeiro, conseguiu vencer tranquilamente de 3 a 1 aqui no Independência. Vergonhosa a derrota do Cruzeiro. Agora tem que lutar para não cair, agora é lutar para não cair, o que é vergonhoso para esse time do Cruzeiro ".

Na parte final do seu pronunciamento, Alberto Rodrigues atacou a gestão do presidente Sérgio Santos Rodrigues, do departamento de futebol e afirmou que, em 2020, uma pessoa do clube deixou de pagar a dívida na Fifa propositalmente. Como consequência, o Cruzeiro iniciou a Série B com menos seis pontos após punição imposta pela entidade máxima do futebol.

Sem apontar o responsável pelo não pagamento da dívida, Alberto Rodrigues se mostrou muito exaltado quando abordou este tema.

" O torcedor está sofrendo. Eu sei porque eu converso com os torcedores, eu saio muito, eu ando a pé pela cidade, ando de ônibus, eu converso com os torcedores do Cruzeiro. A paixão é muito grande do torcedor do Cruzeiro, que é uma grande torcida, a torcida do Cruzeiro é a maior de Minas Gerais. É uma vergonha ter um time como esse nesse momento. Pode até se classificar, vencer os sete últimos jogos do Cruzeiro nesse Campeonato Brasileiro, mas eu não retiro minhas palavras. Má gestão, terrível, terrivelmente a gestão do Cruzeiro. A gestão do futebol está muito ruim. O clube está partindo aí para essa S/A (SAF), para ter dinheiro, pagar as suas dívidas, mas o Cruzeiro merecia era um time de futebol para disputar a Série B e conseguir voltar à Série A. Está pior do que o ano passado (2020), está pior do que a primeira participação do Cruzeiro na Série B, com aqueles seis pontos perdidos. O Cruzeiro não conseguiu pagar à Fifa, porque alguém não deixou pagar a dívida, poderia ter voltado (os pontos) naquela época. E não voltou porque não se pagou a dívida à Fifa. Porque alguém falou 'não, não vamos pagar essa dívida não'. Alguém falou isso dentro do Cruzeiro, eu tenho provas, eu tenho provas, eu tenho provas. O sobrinho do presidente Felicio Brandi me falou que teve alguém que falou que não era para pagar essa dívida. Então, o Cruzeiro começou o Brasileiro (Série B de 2020) vencendo, ano passado, e perdeu seis pontos (pena punição da dívida relativa à dívida pela contratação do volante Denilson, em 2016). Acharam que iam subir, não sei por que que não pagou (a dívida). Tinha gente pra pagar, tinha um empréstimo para pagar, o BMG que ia emprestar o dinheiro e não pagou. Então, dali começou a má gestão do Cruzeiro. Terrível essa gestão. Pode levar o time para a S/A, pode fazer o time melhorar, mas essa função da diretoria teria que ser agora, agora. Não foi em 2020, não está sendo em 2021, e nós vamos para 2022 com esse time, com esse time que até o Vanderlei erra. É um treinador que quase não erra e hoje errou rotundamente na formação do Cruzeiro, principalmente na etapa complementar ", concluiu Alberto Rodrigues.

Torcida do Cruzeiro se revolta com mais uma derrota na Série B



Memes da derrota do Cruzeiro para o Remo no Horto



Compartilhe