UAI

2

'Sem respostas': diz cunhada sobre jogador mineiro isolado na Ucrânia

Fernando Santos, do Shakhtar Donetsk, é um dos vários atletas que aguardam ajuda do governo brasileiro para voltar para casa

24/02/2022 21:49 / atualizado em 24/02/2022 22:40
compartilhe

Fernando Santos é um dos vários brasileiros que defendem o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia
foto: GENYA SAVILOV/AFP

Fernando Santos é um dos vários brasileiros que defendem o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia

 

Fernando Santos é um dos vários atletas brasileiros isolados na Ucrânia devido à invasão russa ao país. Natural de Belo Horizonte, o atacante tem 22 anos, foi revelado pelo Palmeiras e atua no Shakhtar Donetsk desde 2018. Como ocorre com outros jogadores, ele e sua noiva, Tammy Parisoto, estão hospedados em um hotel na capital Kiev, aguardando respostas do governo do Brasil sobre uma possível forma de voltar para casa.

 

 

 

Em entrevista ao Superesportes, Taynara Freitas, que é cunhada do atleta, contou detalhes da situação que o casal está passando na Ucrânia.

 

"Fernando e a noiva estão no hotel aguardando alguma informação do governo para ver se conseguem sair de lá. Eles estão tentando contato tanto com o governo do Brasil, quanto da Ucrânia. Aquele grupo (de jogadores isolados) está pedindo para as pessoas repostarem (o vídeo) para ver se ele chega ao governo, e o Brasil consegue ajudar eles a sair de lá. Eles não têm contato (direto com o governo) e ainda não conseguiram nenhuma resposta fixa, estão no aguardo", disse a ex-auxiliar administrativa, que afirmou que seu marido (Matheus Santos, irmão do atacante) tem conseguido falar com Fernando por mensagens e ligações, mesmo com a conexão de internet instável na Ucrânia. 

 

Fernando (centro) é padrinho do filho de Taynara (direita) e Matheus (esquerda)
foto: Arquivo pessoal

Fernando (centro) é padrinho do filho de Taynara (direita) e Matheus (esquerda)

 

 

Taynara afirma que, mesmo com o medo que a situação provoca e de toda a complexidade e tensão no país, o jogador e a noiva estão bem. Fernando e Tammy estão alojados em um bunker construído no subsolo do hotel.

Segundo ela, a família do atleta, incluindo sua mãe, Maria Domingas, estão acompanhando as atualizações pelos noticiários, apreensivos com o avanço da guerra na Ucrânia. 

 

"Estávamos lá no ano passado e iríamos de novo neste ano. A mãe dele também iria lá, no meio do ano, mas agora estamos esperando ele voltar (para o Brasil)", disse a cunhada do atacante, que mora com a noiva na capital ucraniana. 

 

Apesar de o Shakhtar ser originário de Donetsk, o clube vem operando em Kiev desde o início da tensão entre russos e ucranianos, em 2014, quando a região se declarou independente da Ucrânia. Naquele ano, a Donbass Arena, estádio onde a equipe mandava seus jogos, foi bombardeada por integrantes de movimentos separatistas pró-Rússia. 

 

 

 

Relato da noiva de Fernando 

 

Em uma série de stories postados em seu Instagram, a noiva de Fernando, Tammy Parisoto, falou sobre o contexto vivido por eles na Ucrânia. 

 

"Nossa situação ainda não mudou. Estamos no hotel esperando alguma ajuda, alguma notícia, alguma coisa sobre nossa saída daqui. Ainda estamos sem respostas", afirmou a jovem, que também agradeceu pelas mensagens de apoio e orações enviadas pelos seguidores. 

 

 

 

Outros jogadores mineiros isolados na Ucrânia

 

Além de Fernando, há três atletas nascidos em Minas Gerais atuando no futebol ucraniano: o atacante Guilherme Smith, do Zorya, e os meias Talles, do Rukh Lviv, e Juninho, também do Zorya. 

 


Compartilhe