UAI

2

Federação Equatoriana responde denúncia do Chile enviada à FIFA

Acusada de irregularidade na escalação do lateal Byron Castillo, Federação Equatoriana de Futebol rechaça alegações de chilenos

05/05/2022 20:09
compartilhe
Byron Castillo está no centro da polêmica envolvendo Chile e Equador
foto: Franklin Jacome/AFP

Byron Castillo está no centro da polêmica envolvendo Chile e Equador


A Federação Equatoriana de Futebol (FEF) publicou, por meio das redes sociais, um comunicado negando as denúncias enviadas pela Federação de Futebol do Chile à FIFA acerca da utilização do lateral Byron Castillo nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Segundo as acusações, o jogador utilizou uma certidão de nascimento falsa, além de mentir sua idade e nacionalidade.

Na nota, os equatorianos alegam que o Byron Castillo é "um cidadão equatoriano para todos os efeitos legais, tanto na esfera civil quanto desportiva". A organização também reiterou que o atleta de 23 anos está "devidamente inscrito na autoridade nacional competente, contando com toda a documentação nacional em regra''.

A FEF utilizou o comunicado para se colocar à disposição "para mostrar, à FIFA ou ante o órgão que seja necessário, que em todo momento agiu de maneira legal".



Consequências da denúncia


Os chilenos alegam que, por ter conhecimento dos dados supostamente irregulares, a seleção equatoriana deveria ser punida e, dessa forma, perderia sua vaga na Copa do Mundo deste ano, no Catar. O lugar deixado seria ocupado pelo próprio Chile.

A Federação Equatoriana entende que a classificação a Mundial foi "obtida legitimamente no campo e respeitando todos os princípios e valores que emanam do esporte, assim como todas as normas jurídicas vigentes no Estado equatoriano e no direito desportivo internacional".

A seleção do Equador acabou as Eliminatórias no quarto lugar, conseguindo a vaga de maneira direta, enquanto o Chile ficou em sétimo, fora da zona de classificação. Byron Castillo participou dos dois confrontos entre as equipes: um empate em 0 a 0 e vitória equatoriana por 2 a 0.


Compartilhe