Futebol Nacional

SANTA CRUZ

Em jogo de seis gols, Santa busca empate no final e retorna à liderança na Série C

Jogo contra o Jacuipense terminou em 3 a 3, com Mayco Féilx (2x) e Toty marcando para os corais

postado em 28/09/2020 21:16 / atualizado em 28/09/2020 22:53

(Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)
Seis gols, duas viradas e empate nos momentos finais. Não faltou emoção no 3 a 3 entre Santa Cruz e Jacuipense/BA, que devolveu a liderança do Grupo A da Série C aos corais. Ameaçado de perder a invencibilidade de quase 15 meses no Arruda até os 44 minutos do segundo tempo, o Tricolor buscou o empate, mas viu sua tranquilidade no G4 ser abalada. Agora, o Santa tem apenas um ponto à frente do vice-líder e adversário do próximo domingo, Ferroviário/CE. No empate em 3 a 3, Railan e Dinei (2x) marcaram para os baianos, enquanto Mayco Félix (2x) e Toty garantiram a igualdade.

Para o jogo, Marcelo Martelotte apresentou um time com mudanças. Abrindo mão do esquema de três zagueiros, o treinadores promoveu as entradas de Perí, Paulinho e Mayco Félix no time, armando um ataque com dois jogadores abertos, um centroavante e um segundo atacante. Algo que deu mais efetividade ao setor ofensivo coral.

O JOGO

Buscando as jogadas e apertando a marcação no meio de campo, o Tricolor era um time mais propositivo, mas encontrava dificuldades para transformar isso em finalização. Se o Jacuipense não conseguia furar o meio de campo do Santa, a primeira chegada ao ataque já rendeu gol. Aos 20, Railan recebeu a bola na esquerda e bateu colocado, encobrindo Maycon Cleiton. Cinco minutos depois, porém, Perí bateu escanteio da esquerda e Mayco Félix subiu mais alto que todo mundo e cabeceou a bola para o gol de empate.

Sem balançar as redes desde o final de janeiro e quebrando a seca dos atacantes que já chegava a 1105 minutos, Mayco Félix pareceu empolgado pelo gol. Nos minutos seguintes, ele apareceu e ficou perto de virar o placar mais de uma vez. Na reta final, pressão baiana, destacada no lance em que Elivelton derrubou Dinei na área, mas a arbitragem ignorou os pedidos de pênalti e mandou o jogo seguir. Aos 47, em jogada rápida do Santa, Toty cruzou da direita e Mayco Félix apareceu na área, de peixinho para virar antes do intervalo.

SEGUNDO TEMPO

O Jacuipense voltou ao jogo buscando mais o ataque. Precisando melhorar o setor ofensivo para pontuar no Arruda, o time baiano buscou o empate aos 21, quando Dinei aproveitou a cobrança de escanteio da direita para, sozinho, no meio da área, aparecer para cabecear para o gol. Seis minutos depois, mais uma falha da defesa do Santa Cruz, que não conseguiu acompanhar Levi. Ele encontrou Dinei no campo de ataque e o experiente atleta subiu ao ataque e bateu na saída de Maycon Cleiton para virar o placar.

O Santa tentou pressionar pelo empate e, quando parecia que a liderança do grupo já estava perdida pelos corais, Toty apareceu livre na área para completar o cruzamento de Tinga, da esquerda. De cabeça, o baixinho lateral deu números finais e salvou a noite tricolor.

FICHA DO JOGO

Santa Cruz 3
Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, Elivelton e Perí (Léo Gaúcho); André, Paulinho (Tinga) e Didira; Jaderson, Mayco Félix e Vitor Rangel (Negueba). Técnico: Marcelo Martelotte.

Jacuipense 3
Jordan; Lucas, Kanu, Railon e Vicente (Caíque); Raniele, Flávio (Levi), Rafael Bastos (Railan) e Danilo Rios (Eudair); Thiaguinho e Dinei (Elias). Técnico: Jonilson Veloso.

Local: Estádio do Arruda
Gols: Railan (20’/1ºT), Dinei (21’/2ºT e 27’/2ºT | JAC); Mayco Félix (25’/1º T e 47’/1º T), Toty (44’/2ºT | SAN)
Cartões Amarelos: Danilo Rios, Rafael Bastos, Railan (JAC)
Arbitragem: Daniel Silva (RJ)
Assistentes: Diego Barcelos e Rafael de Souza (ambos RJ)