Futebol Nacional

SPORT

Após elogios, Guto freia empolgação com 'meninos' do Sport: 'Sem criar expectativas'

Técnico sugere ser precipitado a criação de expectativas porque caso não correspondam de imediato, 'vira o fio'; ideia é que amadureçam naturalmente

postado em 21/01/2020 07:30 / atualizado em 21/01/2020 08:12

(Foto: Paulo Paiva/ DP Foto )
Após o empate diante do Náutico, em que utilizou diversos jogadores da base, o técnico Guto Ferreira fez elogios aos atletas formados no Sport. Mas logo o comandante rubro-negro tratou de segurar a empolgação com os pratas da casa. De acordo com o treinador, os jovens passaram em um teste difícil, o que é bom indicativo, mas é necessário cautela projetando a sequência da temporada. E sem criar expectativas. 

“Tudo é um processo, a gente não pode viver de uma partida. Tudo é um processo. Nos traz alegria poder ver o jogo que fizeram. (Agora) Tem que continuar fazendo, tem que evoluir. Esse jogo para esse nível foi bom, agora tem que fazer de novo e cada vez melhor porque nós vamos jogar uma competição das mais difíceis e vai estar no grupo quem tiver pronto para isso".

Contra o Timbu, foram sete jogadores formados no clube (além de Vicente, contratado para o sub-23): Mailson, Adryelson, Chico, Pardal, Juninho, Ewerthon e Alê Santos, dos quais os dois últimos fizeram a estreia na equipe profissional -inclusive, o volante teve destacou a parceria com Willian Farias e a confiança do treinador. 

“Agora vem a confiança. Se a pressão (para o jogo do último domingo), a gente tentou tirar e ela não foi tão grande, agora vem a confiança. E volto a falar, não é o momento de criar expectativas, nem eles em relação a si próprio nem o torcedor em relação a eles", disse.

"Porque quando se cria expectativa e o jogador não atende, vira completamente o fio. Deixa eles se adaptarem, crescerem, maturar naturalmente. Vamos deixar os nossos jogadores, meninos da Ilha, maturar para eles estarem prontinho lá frente para poder dar o melhor pelo Sport", finalizou.