Futebol Nacional

NÁUTICO

Técnico do Náutico admite começo aquém, mas vê controle e exalta 'entendimento' dos atletas

Dal Pozzo viu Santa Cruz superior nos 20 primeiros minutos e explicou a melhora e consequente superioridade do Timbu no Clássico das Emoções

postado em 24/08/2019 21:11 / atualizado em 24/08/2019 21:28

<i>(Foto: Léo Lemos/ CNC)</i>
Após a importante vitória no Clássico das Emoções e que deu ao Náutico a liderança do grupo A da Série C, o técnico Gilmar Dal Pozzo enalteceu os jogadores alvirrubros. No entanto, admitiu dificuldades no início da partida, mas disse enxergar superioridade e controle após este início por conta do ‘entendimento’ que os atletas têm na execução da estratégia - fundamental na hora de igualar o confronto inicialmente desfavorável. 

“Foi uma vitória convincente, tivemos dificuldade nos primeiros 15 ou 20 minutos, onde o Santa Cruz foi superior em termos de posse de bola, mas sem situações de gol. Eram chutes de média distância, como no caso de Everton. Mas tudo controlado. Não teve nenhuma situação claríssima de gol”, avaliou.

Dal Pozzo afirmou que não era a ideia da equipe ceder a posse de bola ao Santa Cruz para contra-atacar, uma vez que os tricolores necessitavam do resultado para avançar da fase. O técnico explicou que a equipe melhorou ao explorar as cosas de Everton - atacante que jogou de volante pelo lado esquerdo. 

“Nossa estratégia era marcar pressão, (mas) a gente não conseguiu fazer essa marcação de forma coletiva. Quando conseguimos equilibrar esse jogo, não deixar o Santa Cruz jogar e colocando essa bola no chão, tivemos um domínio, principalmente pelo lado direito, com Jean, Jhonnatan e Jiménez. Ali tivemos as melhores ações porque tínhamos mais jogadores em relação ao adversário e tínhamos projetado jogar nas costas de Everton”, disse.

O Timbu terminou na primeira colocação porque o Sampaio Corrêa tropeçou diante do Imperatriz. Com o seu resultado, aliás, o Náutico eliminou o rival Santa Cruz.  

“Tivemos esse domínio do lado (direito) e do outro lado era um jogo mais agudo com Álvaro e Erick. Então dali (pela direita) que surgiu as melhores oportunidades, conseguimos fazer os gols. E o segundo gol aconteceu nesse setor. Então conseguimos criar chance de gol. E os atletas estão de parabéns porque eles têm um entendimento. E quando se tem entendimento, ajuda”, concluiu.