Futebol Nacional

NÁUTICO

De volta do Paraguai, executivo timbu revela possibilidade de parceria com Olimpia e Cerro

Ítalo Rodrigues iniciou conversas com dirigentes dos dois maiores clubes paraguaios visando intercâmbio com atletas da base

postado em 19/11/2019 19:18

(Foto: Léo Lemos/Náutico)
De volta ao Brasil após uma segunda viagem ao Paraguai para observar jogadores, o executivo de futebol do Náutico, Ítalo Rodrigues, trouxe na bagagem além de mais alguns atletas monitorados visando contratações, uma semente de uma possível parceria com os dois maiores clubes do país vizinho: Olimpia e Cerro Porteño. Ao todo, em um intervalo de seis dias, o alvirrubro assistiu sete partidas, envolvendo 12 clubes diferentes. 

O número, no entanto, foi inferior ao do ano passado, quando Ítalo presenciou o dobro de jogos. Desta vez, a desorganização do Campeonato Paraguaio, com algumas partidas desmarcadas, acabou afetando a programação original do executivo timbu, que aproveitou para visitar os dirigentes do Olimpia e do Cerro e iniciar conversas para um possível intercâmbio envolvendo atletas das categorias de base.

“A viagem dessa vez foi mais rápida do que a do ano passado, porque os jogos eram confirmados com apenas uma rodada de antecedência. Com isso, no final das contas, acabei assistindo apenas uma partida da maioria dos times, o que dificulta o processo de garimpo de atletas já que é preciso ver os jogadores em ação em mais de um contexto”, explicou Ítalo.

“Com isso investi em fazer algumas visitas administrativas a alguns clubes, o que acabou sendo bem importante. No Olimpia e no Cerro conversamos sobre a possibilidade de intercâmbio com atletas da base, com jogadores nossos indo para lá e deles para cá. Conversamos muito nesse sentido. Não há nada documentado, mas é um tipo de parceria possível e acredito que vai dar certo”, completou Ítalo.

Sobre o monitoramento de atletas, o executivo timbu reconheceu que, com o pouco tempo de observação, foi difícil encontrar novos jogadores interessantes. No entanto, os que já haviam sido mapeados no ano passado confirmaram as boas impressões . Entre os atletas presentes no “radar” alvirrubro está o atacante Guillermo Paiva, de 22 anos, que pertence ao Olimpia e estava emprestado ao Zamora, da Venezuela, pelo qual disputou a Libertadores deste ano, marcando dois gols (contra Cerro Porteño e Atlético-MG).

“Tiramos algumas informações sobre ele. Um jogador que já atuou pela seleção paraguaia (sub-17), jogou pelo Olimpia e fez bons jogos na Libertadores deste ano. É um atleta monitorado, mas não dá para dizer que estamos negociando”, afirmou.

“A viagem foi boa para observar os jogadores que já havíamos monitorado no ano passado e perceber que eles continuam se destacando. Alguns, inclusive, já se transferiram para clubes maiores na Argentina e na Europa. De fato, dessa vez, surgiram poucos nomes novos”, reconheceu Ítalo. 

“Mas qualquer possibilidade de negociação com atletas paraguaios só vai acontecer após o término do campeonato nacional (cujo a última rodada está agendada para o dia 25 de dezembro)”, finalizou o executivo do Náutico, que após a volta do Paraguai assistiu também a decisão da Copa Paulista, entre XV de Piracicaba e São Caetano (conquistada pelo Azulão) e a final da Copa do Mundo Sub-17, vencida pelo Brasil.