Futebol Nacional

NÁUTICO

Wilian Simões fala de amizade e disputa de posição com Erick Daltro na lateral do Náutico

Jogador revelou que iniciou carreira como meio-campo e crê em sucesso de mudança de posição de Bryan promovida por Dal Pozzo na volta aos treinos

(Foto: Caio Falcão/CNC)
Companheiros desde o ano passado, quando chegaram ao longo da campanha da Série C, Wilian Simões e Erick Daltro têm protagonizado uma boa disputa por posição na lateral esquerda do Náutico. Com o retorno das atividades após três meses de inatividade, ambos terão que mostrar serviço para garantir a vaga de titular no time quando ocorrer o retorno das competições. Por isso, Wilian, atual dono da posição, coloca que apesar da disputa os dois são amigos e trabalham duro para estarem preparados e ficarem à disposição de Dal Pozzo. 

"Eu e Erick (Daltro), acho que todo mundo já sabe, a gente apesar de ser da mesma posição, a gente é amigo então é uma disputa bem saudável, onde nos dedicamos ao máximo aos treinamentos pra que quando o professor precisa optar por um ou por outro possa estar preparado. Então é uma disputa saudável, é uma disputa que a gente dá o máximo no treinamento para quando o professor precisar, a gente estar preparado. O Erick é um excelente jogador e eu dou o meu máximo para que quando precise de mim ou dele, a gente possa estar preparado, isso é bom para o Náutico", confidenciou Simões. 

Uma possibilidade que poderia os dois serem utilizados ao mesmo tempo seria colocar um dos dois para jogar em uma faixa mais avançada do campo, algo que não seria novidade para Simões, que revelou ter começado sua carreira profissional como meio-campista. Neste momento, quem está vivendo algo semelhante desde o reinício dos treinos é o lateral de ofício Bryan, que vem sendo utilizado como ponta. 

"Eu acho que não muda muito, eu particularmente quando comecei a minha carreira, eu era meia, meio-campo. Então a gente que quando joga de meia e muda de função, como o próprio Bryan (Borges) jogou de lateral e agora está voltando para uma função mais avançada de ponta, eu acho que não atrapalha não, porque já tem o conhecimento já atuou por ali, então é bem tranquilo e eu creio que se Dal Pozzo optar mesmo em colocar o Bryan ali, eu acho que ele vai dar conta do recado, porque é um excelente jogador e vem se preparando bem nos treinamentos", comentou o ala.