FINANÇAS

Cruzeiro é o segundo e Atlético o quinto entre os clubes mais endividados do Brasil

Levantamento foi divulgado pela empresa Ernst & Young

postado em 30/05/2020 13:38 / atualizado em 30/05/2020 14:45

(Foto: Ernst & Young)
Cruzeiro é o segundo clube no Brasil com maior endividamento líquido, com R$ 799 milhões. O Botafogo lidera esse ranking: R$ 819 milhões. O levantamento foi divulgado pela Ernst & Young tendo como base os balanços das equipes.

Neste quesito, o Atlético é o quinto clube, com R$ 656 milhões

A Ernst & Young fez um alerta para as contas da Raposa e do Corinthians. "Notem como os endividamentos de Corinthians e Cruzeiro aumentaram no período, principalmente em 2019", diz o relatório.

Entre Cruzeiro e Atlético no endividamento dos clubes, aparecem Internacional (R$ 794 milhões) e Corinthians (R$ 765 milhões).

O Inter, contudo, tem uma peculiaridade. Segundo a Ernst & Young, "cerca de metade do endividamento líquido é referente ao acordo de cessão de algumas áreas do estádio Beira Rio para exploração comercial, não ocorrendo desembolso financeiro por parte do clube
gaúcho".

O América tem apenas R$ 82 milhões de endividamento líquido.

De acordo com a Ernst & Young, o endividamento líquido dos clubes cresceu 150% entre 2010 e 2019. Em relação a 2018, a evolução foi de 15%.

Endividamento tributário

(Foto: Ernst & Young)

O Cruzeiro possui o terceiro maior endividamento tributário entre os clubes brasileiros, com R$ 338 milhões.

O Botafogo, mais uma vez, lidera essa lista: R$ 390 milhões

O Atlético tem o sexto endividamento tributário entre os clubes do Brasil: R$ 259 milhões.

Endividamento por empréstimo

(Foto: Ernst & Young)

O Atlético tem o segundo maior endividamento por empréstimo bancário. No total, o Galo deve R$ 312 milhões. Grande parte dessa dívida está com o BMG, do empresário Ricardo Guimarães, ex-presidente do clube.

O Athletico-PR tem a maior dívida por empréstimo entre os clubes do Brasil: R$ 458 milhões. Segundo a Ernst & Young, "mais de 90% estão relacionados à dívida do clube com o fundo de desenvolvimento do Estado do Paraná que financiou as reformas da Arena da Baixada".

O Cruzeiro também possui uma dívida bancária alta. É o quinto no Brasil, com R$ 142 milhões

Balanços mostram 2019 no vermelho

(Foto: Ernst & Young)


Balanços divulgados por Atlético e Cruzeiro mostram o aumento das dívidas dos clubes mineiros no último ano.

O valor exato do déficit da Raposa em 2019 foi de R$ 394.100.974, conforme levantamento realizado pela Moore Stephens Consulting News Auditores Independentes.

Segundo os auditores, há 'incerteza significativa' quanto à 'capacidade de continuidade operacional do clube' celeste.

Por sua vez, o Atlético enviou ao Conselho Fiscal do clube o balanço referente ao ano de 2019, que contabiliza déficit de R$ 5.785.901. O endividamento do Galo também subiu: R$ 94 milhões a mais em relação ao período anterior.

Chamou atenção no balanço a receita de R$ 49.083.351 referente à doação da MRV para a participação da sociedade de propósito específico (SPE) da Arena MRV. Esse dinheiro não entra efetivamente nos cofres do clube, pois ele se refere ao terreno no bairro Califórnia onde será construído o estádio alvinegro. Se esse valor não fosse contabilizado, o Galo teria déficit de R$ 55 milhões em 2019.

Tags: brasil endividamento clubes americamg atleticomg cruzeiroec