ESPORTES

Governo de Minas fará protocolo de saúde para retorno do esporte; municípios terão autonomia sobre realização de eventos

De acordo com o secretário de saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, os técnicos da pasta estão preparando um protocolo para a retomada das atividades esportivas

postado em 08/07/2020 14:18 / atualizado em 08/07/2020 14:31

(Foto: Divulgação/Mineirão)
O secretário de saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, afirmou nesta quarta-feira que os técnicos da pasta estão preparando um protocolo de saúde para a retomada das atividades esportivas. O primeiro esporte a ser reiniciado será o futebol. A Federação Mineira de Futebol (FMF) definiu que o Campeonato Mineiro voltará no domingo, no dia 26 de julho.

De acordo com o secretário de saúde, o protocolo de saúde seguido pelo Estadual mineiro deve estar em consonância com o que será produzido pelo estado.

"Em relação à avaliação de protocolos, o que a Secretaria de Saúde faz não é avaliar protocolos externos. Nós não somos validadores de protocolos. Somos uma equipe que elabora protocolos, que sinaliza à sociedade qual o caminho que entendemos que ela deve seguir. Neste contexto, o que fizemos e estamos direcionando é um protocolo para atividades esportivas, atividades esportivas essas que tenham competições, que possam manter os atletas isolados", frisou Amaral. 

"De forma que, nesse protocolo da saúde, as atividades esportivas seguindo esses protocolos, entendemos que  tenha um controle sanitário maior. O contexto e o restante de um protocolo para uma atividade específica deverá obrigatoriamente estar alinhado ao protocolo de atividades esportivas que a secretaria realizou”, acrescentou.

Autonomia dos municípios


Segundo o secretário, as cidades mineiras terão autonomia para decidir se terão condições ou não de receber as partidas. Logo, essa decisão cabe unicamente ao município.  

“Nós não somos o coordenador. O  município que for receber a competição terá naturalmente que autorizar a competição. O estado não pretende diretamente interferir nisso. O que fizemos então foi claramente dar uma sinalização sanitária de um protocolo para as atividades esportivas”, afirmou Carlos Eduardo Amaral.

Tags: saúde protocolo americamg atleticomg cruzeiroec