CAMPEONATO MINEIRO

Mineiro: Com técnico mais longevo, Coimbra mira permanência e classificação

No segundo ano na elite do Estadual, o time de Contagem sonha alto nesta temporada

postado em 26/02/2021 07:00 / atualizado em 25/02/2021 18:55

(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

Em sua segunda participação no Campeonato Mineiro, o Coimbra planeja conquistar objetivos maiores do que só a permanência na elite. Mesmo sem jogadores ‘badalados’, o time de Contagem espera fazer uma campanha consistente para figurar entre as oito primeiras equipes na tabela de classificação para conseguir uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro de 2022. A primeira vez que a equipe disputou a Primeira Divisão do Estadual foi no ano passado.
 
 
“A expectativa do Coimbra no Campeonato Mineiro de 2021 é a melhor possível. Queremos melhorar à nossa classificação em relação a nossa participação no ano passado. Temos um elenco bastante jovem e com muitos atletas formados nas categorias de base do Coimbra. O principal objetivo do clube neste ano é, realmente, conquistar uma vaga na Série D do Brasileiro de 2022, para que tenhamos um calendário completo no Departamento de Futebol Profissional”, declarou o técnico Diogo Giacomini ao Superesportes

O treinador de 41 ano é peça fundamental na engrenagem do Coimbra. Ele é o profissional com maior tempo de trabalho no futebol mineiro entre os demais companheiros de profissão – está indo para sua quarta temporada à frente da equipe da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Antes de assumir o comando do Coimbra, Giacomini teve breves oportunidades como técnico interino do Atlético: duas vezes no Brasileiro de 2015, uma na Copa do Brasil de 2016 e na Florida Cup de 2017. 

A galeria não aparece para você? Clique aqui para acessá-la
 
Em 2018, o treinador conduziu o time ao Módulo II de e sagrou-se campeão da competição no ano seguinte. Com o acesso garantido à elite, após despachar o Nacional de Muriaé na semifinal, a equipe da RMBH derrotou o Uberlândia, por 1 a 0, no segundo jogo da final e ficou com o caneco. 

Na temporada passada, o Coimbra foi cotado, antes do Estadual, a ir a uma semifinal por ser mais um clube estruturado, com categorias de base e Centro de Treinamento ligado ao Banco BMG, mas decepcionou ao lutar contra o rebaixamento. Na 10ª colocação ao término do torneio, não conseguiu ficar entre as oito primeiras equipes e, por isso, não conseguiu vaga para a Série D do Brasileiro. 

Para atingir a meta de 2021, a diretoria do Coimbra anunciou reforços. Dentre as principais contratações estão os atacantes Francis e Rafhael Lucas, peças importantes na conquista do Villa Nova-GO na Série D do Campeonato Brasileiro de 2020, e o zagueiro Augusto, que conquistou o acesso à Série A com o Juventude. O restante do elenco é formado por jovens revelados nas categorias de base e por jogadores que já estavam no clube na temporada passada. 
 
 
A galeria não aparece para você? Clique aqui para acessá-la.  
 
O Coimbra deu início à pré-temporada 2021 em 2 de janeiro. A equipe disputou duas partidas amistosas: venceu o Athletic, por 1 a 0, no Estádio Flávio Guimarães, no primeiro desafio e empatou, por 3 a 3, com o time de transição do Atlético no CT do Galo. 

A estreia do Coimbra no Campeonato Mineiro será diante do Pouso Alegre, no próximo domingo (28), às 15h30. A partida será realizada no Estádio Manduzão, no Sul de Minas. 

Rostos conhecidos 


O goleiro Glaycon é um dos nomes mais experientes da equipe e um dos mais conhecidos do torcedor mineiro. O jogador de 32 anos soma passagens pelo América em oportunidades distintas – 2008 a 2012, 2013 a 2014, 2015 e em 2017. Ao todo, com a camisa do Coelho, ele foi a campo apenas em cinco oportunidades. Já pelo time de Contagem, ele atuou em 52 jogos somados os anos de 2018 a 2020. 

Outro rosto conhecido dos torcedores é o lateral-direito Valdir. Em 2019, o jovem foi cedido pelo Coimbra ao Cruzeiro por empréstimo com o valor do passe fixado, mas, ao término do contrato, em 2020, a Raposa não exerceu o direito. À época, o defensor era reserva de Edilson na posição e atuou com a camisa celeste em apenas duas ocasiões. 

Profissionalização


O Coimbra foi fundado como um time amador em 1986. O nome do clube foi uma homenagem a Zico – Artur Antunes Coimbra -, ex-jogador da Seleção Brasileira. Em 2006, tornou-se um clube-empresa e fez seu cadastro na CBF. Três anos depois, quando se profissionalizou, passou a disputar também a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro com o aporte financeiro de empresários. 
 
Em 2016, o clube iniciou a tentativa de alçar voos mais altos com a construção do novo Centro de Treinamento no Bairro Sapucaias II, em Contagem. A partir de 2017, o Coimbra começou a colher o resultado do trabalho desenvolvido ao longo dos anos na gestão do futebol. 

Coimbra


Nome completo: Coimbra Sports
Fundação: 1986
Posição no último Mineiro: 10º colocado
Presidente: Marcus Vieira
Técnico: Diogo Giacomini
Principais contratações: Francis, Rafhael Lucas e Augusto
Time base: Glaycon; Filipi Souza, Augusto, Diogo Siqueira, Lucas Hipólito; Rafael Freitas, Igor Oliveira, Gustavo Crecci; Thomás, Leonardo e Raphael Lucas. 

Elenco


Goleiros: Glaycon, Luiz Felipe, Gustavo Abdo
Zagueiros: Diogo, Carciano, Ryan, Renan, Guilherme Henrique, Augusto
Laterais-direitos: Filipe Souza, Valdir, Maurício, Souza
Laterais-esquerdos: Hipólito, Thiago
Volantes: Thomás, Gustavo, Kauê, Rafael Freitas, Bruno
Meias: Lima, Klysman
Atacantes: Igor Oliveira, Ribeiro, Francis, Eduardo, Yuri Tanque, Bruno Rocha, Leonardo, Raphael Lucas, Marco

Tags: coimbra americamg atleticomg cruzeiroec interiormg futnacional