UAI

2

Scarpa revela cobrança de Abel para virada do Palmeiras sobre o América

Meia comentou conversa do treinador português com o elenco no vestiário

20/06/2021 14:02
compartilhe
Gustavo Scarpa comemorou sua 12ª assistência na temporada
foto: Cesar Greco/Palmeiras

Gustavo Scarpa comemorou sua 12ª assistência na temporada

O Palmeiras sofreu e foi dominado pelo América no primeiro tempo do confronto deste domingo, no Allianz Parque, em São Paulo, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, a equipe paulista conseguiu ir para os vestiários com o empate em 1 a 1, com Jailson defendendo pênlati cobrado por Ademir no último lance para etapa inicial, e voltar dos vestiários com confiança para virar a partida. Após a vitória, o meia Gustavo Scarpa comentou o que foi dito pelo técnico português Abel Ferreira aos jogadores para buscar o triunfo por 2 a 1.

"Como o professor (Abel Ferreira) falou no intervalo, o que poderia deixar a gente feliz é que não teria como fazer um segundo tempo pior que o primeiro. Fomos bem mal, mas a equipe soube botar a cabeça no lugar. Acho que isso é uma qualidade que as grandes equipes têm. Tem dia que não dá para ser tão técnico, precisa colocar a cabeça no lugar e superar na vontade. Acho que foi isso que aconteceu", apontou.

Scarpa foi o autor do cruzamento que Willian completou de cabeça para empatar a partida um minuto após o América abrir o placar com Geovane. O meia comemorou sua 12ª assistência na temporada, fato que o coloca como o jogador do futebol brasileiro com mais passes para gol no período.

"Tem que acreditar. Independente do adversário, a gente sabe que o Brasileirão só tem jogo difícil, mesmo sendo em casa. Fico feliz com a atuação da equipe, com a assistência. Quase que eu consegui dar mais duas ali como lateral. Mas o importante é a vitória", disse ao Premiere.

Na próxima rodada, o Palmeiras vai até Bragança Paulista, onde enfrenta o Bragantino, às 19h de quarta-feira, no Nabi Abi Chedid. Já o América joga em casa. O Coelho recebe o Juventude, às 16h de quinta-feira, no Independência, em Belo Horizonte.

Compartilhe