UAI


Ponte Preta paga parte dos salários atrasados, e elenco encerra silêncio

Diretoria pagou dois dos quatro meses de direito de imagem que estavam atrasados

12/10/2021 11:05 / atualizado em 12/10/2021 11:11
compartilhe
Ponte Preta luta contra o rebaixamento na Série B
foto: Álvaro Jr/ PontePress

Ponte Preta luta contra o rebaixamento na Série B


O elenco da Ponte Preta ganhou um impulso extra para a reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Nos últimos dias, a diretoria pagou parte dos salários atrasados. Isso fez com que os jogadores encerrassem o silêncio.

A diretoria pagou dois dos quatro meses de direito de imagem que estavam atrasados. Ainda estão em aberto os meses de agosto e setembro. Já o salário (CLT) de setembro, que encerrou na última quinta-feira, foi quitado. De acordo com o próprio clube, dez jogadores do atual elenco recebem parte dos salários em direito de imagem (no máximo 40% do total).

Como forma de protesto por causa dos salários atrasados, os jogadores pararam de dar entrevistas. Ficaram em silêncio durante e depois das últimas duas partidas, contra Vila Nova e Avaí. Mais tranquilos, os jogadores seguem trabalhando visando a partida de sábado, contra o Náutico, no estádio Moisés Lucarelli, pela 30ª rodada da Série B.

O jogo vai marcar o retorno da torcida ao estádio. "Nosso time vem treinando no dia a dia, nosso foco é nos treinamentos para saber exatamente o que vamos fazer no jogo. E encontrar a torcida vai ser um momento muito bom, para mim é a primeira vez com a torcida da Ponte Preta e a expectativa é que seja um jogador a mais para a gente", disse o volante Léo Naldi.

Sem ganhar há três jogos, a Ponte Preta está na 15ª colocação, com 34 pontos, quatro a mais que o Londrina, que abre a zona de rebaixamento da Série B.

Compartilhe