Tênis

WIMBLEDON

Federer leva susto, mas avança após desistência de rival em Wimbledon

Adrian Mannarino sofreu escorregão na grama e, com dores no joelho, precisou abandonar o confronto

postado em 29/06/2021 16:11

(Foto: David Gray/AFP)
Roger Federer já disputou 21 edições de Wimbledon. É dono do recorde de títulos, com oito troféus. E, nesta terça-feira, estreou no Grand Slam britânico pela 22ª vez em sua carreira. Mas em nenhuma outra edição ele fez um primeiro jogo tão incomum. Irregular, levou sustos do francês Adrian Mannarino, 41º do mundo, foi até o quinto set e evitou uma possível zebra com a desistência do rival no início da parcial.

Atual número 8 do mundo, o suíço fechou o jogo com parciais de 6/4, 6/7 (3/7), 3/6 e 6/2. Mannarino desistiu logo no começo do quinto set, durante a disputa do primeiro game. O francês sofreu um escorregão na grama no fim da quarta parcial e pareceu sofrer uma leve torção no joelho direito. Demonstrando dor, ele finalizou o quarto set, mas desistiu logo em seguida.

Mannarino, que nunca venceu Federer no circuito, foi melhor durante a maior parte do confronto. Chegou a exibir uma quebra de saque de vantagem sobre o suíço no início da quarta parcial, mas viu o ex-número 1 do mundo crescer na hora certa e virar o placar antes mesmo do seu escorregão.

Federer lembrou o desempenho que exibiu em sua segunda partida no Torneio de Halle, preparatório para Wimbledon e onde já foi campeão por dez vezes. Era irregular em todos os fundamentos e, às vezes, parecia apático em quadra. O suíço de 39 anos busca recuperar sua melhor forma física e técnica após disputar apenas um torneio em 2020, ano em que se submeteu a duas cirurgias no joelho direito.

Diante de Mannarino, o suíço registrou 16 aces, 54 bolas vencedoras e 45 erros não forçados, contra cinco, 36 e 31 do francês, respectivamente. Federer obteve quatro quebras de saque, diante de duas do adversário.

Longe de convencer nesta temporada, mesmo na grama, Federer terá oportunidade de ganhar confiança e embalo em Wimbledon na segunda rodada. Seu próximo rival será o freguês Richard Gasquet, outro tenista da França. Federer tem 18 vitórias no retrospecto, contra apenas duas do velho conhecido, ambas no saibro.

Nesta terça, Gasquet avançou ao superar o japonês Yuichi Sugita por 7/6 (7/4), 4/6, 6/2 e 6/1. Também venceram na estreia: o sérvio Dusan Lajovic, o canadense Denis Shapovalov (10º cabeça de chave) e o francês Antoine Hoang.

No feminino, a alemã Angelique Kerber começou com vitória. A campeã em Londres em 2018 superou a sérvia Nina Stojanovic por 6/4 e 6/3. A próxima adversária da 25ª cabeça de chave vai sair do jogo entre a espanhola Sara Sorribes Tormo e a croata Ana Konjuh.

Outra cabeça de chave a vencer nesta terça foi a checa Barbora Krejcikova (14ª), ao despachar a dinamarquesa Clara Tauson por 6/3 e 6/2. Já a holandesa Kiki Bertens (17ª) foi surpreendida pela ucraniana Marta Kostyuk por 6/3 e 6/4. A alemã Andrea Petkovic superou a italiana Jasmine Paolini por 6/4 e 6/3.

Tags: federer tenis wimbledon rival desistencia maisesportes