UAI

2

Serena Williams cai logo na estreia em retorno a Wimbledon

Heptcampeã, ela caiu para a 1.204ª posição no ranking da WTA no período fora do circuito e foi convidada pela organização para entrar na chave principal

29/06/2022 09:47
compartilhe
A tenista norte-americana conquistou o último de seus sete títulos de Wimbledon há seis anos e chegou à final em 2018 e 2019
foto: GLYN KIRK/AFP

A tenista norte-americana conquistou o último de seus sete títulos de Wimbledon há seis anos e chegou à final em 2018 e 2019

A norte-americana Serena Williams, de 40 anos, foi eliminada nesta quarta-feira em seu retorno a Wimbledon após um ano sem jogar um torneio de simples, ao ser derrotada na estreia pela francesa Harmony Tan – fechou o jogo em 2 sets a 1, parciais de 7-5, 1-6, 7-6 (10/7), em 3 horas e 18 minutos de partida.

Sete vezes campeã em Wimbledon, Serena caiu para a 1.204ª posição no ranking da WTA em seu período fora do circuito e foi convidada pela organização do torneio para entrar na chave principal.

A francesa, de 24 anos e número 115 do mundo, reconheceu depois do jogo que ficou impressionada quando o sorteio a colocou no caminho de uma lenda do tênis, a quem admira desde pequena, e se disse "surpresa" com sua vitória.

Em julho de 2021, Serena foi obrigada a abandonar o torneio de Wimbledon por conta de uma lesão na coxa. Na ocasião, ela era a número 5 do mundo.

A norte-americana possui 23 títulos de Grand Slam, mais do que qualquer jogadora no circuito atual, e um a menos que o recorde da australiana Margaret Court, o qual tenta igualar há anos.

A atleta foi aplaudida pela torcida quando voltou a pisar na grama, mas rapidamente sentiu a falta de ritmo e sofreu uma quebra de seu primeiro saque em seu primeiro game.

Inicialmente bem abaixo do seu melhor nível e aparentemente fora de forma, ela se recuperou e quebrou o saque da adversária no quarto game para empatar em 2-2, aplaudida pela torcida.

Lances geniais, erros inimagináveis

Depois de perder o primeiro set, ela pareceu se recuperar, concentrando-se em sacar e subir à rede para finalizar vários pontos com muita determinação. Porém, também cometeu erros antes inimagináveis, nas jogadas de corte ou ao subtrair o saque de uma jogadora inexperiente, mas que a fez correr até a exaustão.

No entanto, Serena melhorou sua precisão buscando as linhas, em bolas cruzadas de backhand que lhe permitiram empatar a partida com um rápido 6-1.

Apesar de ficar a um passo de vencer o jogo no décimo game do terceiro set, ela acabou se vendo diante de um match point mas conseguiu evitar a derrota com um poderoso e eficaz voleio. Levou assim a partida a um tie-break que começou dominando com precisão e acabou perdendo ao cometer vários erros.

"Estou tão animada", disse Tan, após o jogo. "Ela é uma superestrela. Quando eu era criança, eu a vi tantas vezes na TV". "Pensei que se pudesse ganhar um game, dois games, seria muito bom para mim", disse ela, quase incrédula com sua façanha.

Depois de um ano longe das competições, na semana passada Williams esquentou motores formando dupla com Ons Jabeur no torneio de Eastbourne, onde teve que se retirar após vencerem duas partidas devido a uma lesão da tunisiana.

A norte-americana conquistou o último de seus sete títulos de Wimbledon há seis anos e chegou à final em 2018 e 2019.



Compartilhe