Vôlei

SUPERLIGA FEMININA DE VÔLEI

Minas vence Praia no tie-break e abre vantagem na decisão da Superliga Feminina

Time minas-tenista faz 3 sets a 2 e começa bem a série melhor de três

postado em 21/04/2019 13:44 / atualizado em 21/04/2019 15:01

<i>(Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)</i>
Minas e Praia Clube abriram, neste domingo, no Mineirinho, a série melhor de três na decisão da Superliga Feminina de Vôlei. E na primeira partida, as minas-tenistas levaram a melhor por 3 sets a 2, com parciais de 28/26, 25/22, 17/25, 17/25 e 15/6. Nicole Fawcett, do time visitante, foi o destaque da partida, com 30 pontos, sendo 26 de ataque, três de bloqueio e um de saque. Apesar disso, Gabi, do Minas, levou o Troféu VivaVôlei, como melhor do jogo.

Caso o Minas vença novamente o Praia na sexta-feira, às 21h30, no Sabiazinho, em Uberlãndia, levará seu terceiro título da Superliga. Se o Praia empatar a série, um terceiro duelo será disputado no Mineirinho, no dia 3 de maio (sexta), às 21h30. O time de Uberlândia busca o bicampeonato da competição.

O Praia começou bem a partida, com bloqueios bem armados. O Minas, por outro lado, errava nos contra-ataques. As mandantes, no entanto, se acertaram e levaram o primeiro set, que ficou marcado pela lesão da ponteira Fernanda Garay. A jogadora do time visitante torceu o tornozelo e saiu de quadra carregada. As minas-tenistas, no embalo de Bruna Honório, faturaram o segundo set, mas perderam o terceiro e o quarto. No tie-break, o Minas mostrou força mental e arrasou o rival.


Minas vira para cima do Praia, que perde Fernanda Garay

O Praia se sentia bem à vontade no começo da parcial. O time de Uberlândia se aproveitou de dois erros de ataque do Minas e logo abriu 5 a 2 no placar. As mandantes não demoraram muito para reagir, com boa passagem de Mara pelo saque, empatando a parcial em 5 a 5. As visitantes, então, voltaram a liderar em 10 a 7 após bloqueios bem armados e falhas minas-tenistas.

O Minas chegou ao empate após passagem de Gabi pelo saque e virou com bloqueio de Natália, fazendo 13 a 12. O Praia chegou a virar, mas Mara manteve o time da casa na frente. A maior dificuldade das minas-tenistas era aproveitar os contra-ataques. Mas o time acabou se acertando e abrindo três de vantagem (19 a 16). Paulo Coco lançou Rosamaria, ex-Minas, que deixou o time vivo na disputa, até virar em 24 a 23.

Entretanto, o técnico do Praia pode ter perdido Fernanda Garay para a segunda partida da série. A ponteira torceu o tornozelo após tentativa de bloqueio e saiu carregada de quadra. Em seu lugar, entrou Ellen. Em quase 40 minutos de set, o Minas virou e fechou a parcial após um erro de ataque do time de Uberlândia: 28 a 26.

No embalo de Bruna Honório, Minas fatura segundo set

O Praia começou a segunda parcial com Rosamaria no lugar de Fernanda Garay. Foi o bastante para a torcida do Minas lançar o bordão ‘saca na Rosa’. E foi o time da casa que começou abrindo vantagem, fazendo 4 a 2. A diferença aumentou para 8 a 5 logo em seguida, fazendo Paulo Coco pedir tempo técnico. 

O Praia, então, encostou no Minas fazendo 9 a 8, até empatar em 10 a 10, virando em seguida para 13 a 11, após o bloqueio fechar as portas para Bruna Honório. A oposta minas-tenista deu a volta por cima logo depois, com boa passagem pelo saque, marcando um ponto, ajudando na virada do time para 16 a 14. As mandantes aproveitaram o bom momento na partida abrir vantagem no placar. 

O time de Uberlândia, no entanto, correu atrás e chegou a empatar a parcial, mas as minas-tenistas logo abriram 20 a 18. O time da casa passou a aproveitar melhor o contra-ataque e encaminhou a parcial com 22 a 19. Carol Gattaz foi a responsável por fechar em 25 a 22.


Praia não dá chance ao Minas e reage na partida

O Minas começou a terceira parcial embalado, fazendo 3 a 0 no Praia. O time de Uberlândia apresentava dificuldades no passe, mas superou, aproveitou momentos de descuido das mandantes e virou o set para 5 a 4. O destaque das visitantes ficou por conta de Fawcett, que abriu 7 a 5 no placar. O 11 a 6 veio em um erro de ataque de Gabi, que logo depois diminuiu a desvantagem para quatro pontos.

Com o bloqueio bem armado do Praia, o Minas passou a explorar o ‘paredão de Uberlândia’. Mas o time do Triângulo Mineiro estava disposto a levar o terceiro set. Carol fechou a porta por duas vezes seguidas para o Minas, fazendo 17 a 11 para as visitantes. Os saques minas-tenistas encaixaram, e o time diminuiu a desvantagem pela metade (20 a 17), mas não foi suficiente para bater o Praia, que levou o set por 25 a 17.

Praia consolida reação e força tie-break

O Praia começou melhor no quarto set, fazendo 2 a 0 sobre o Minas, que errou sucessivos ataques, dois com Carol Gattaz e um com Bruna Honório. Com isso, o time de Uberlândia abriu 6 a 3 no placar, e aumentou a diferença para 8 a 4 com belo ataque de Rosamaria. Dois aces de Macris colocaram fogo na parcial, com o Minas encostando em 9 a 8.

A reação minas-tenista deu lugar a uma série de erros de recepção, que fizeram o Praia abrir 13 a 9 no placar. Assim como no terceiro set, o time visitante ganhou confiança, explorou os erros adversários e fez 18 a 11. Tudo parecia dar certo no Praia. Com todos os setores alinhados, a equipe abriu um inacreditável 23 a 12. O Minas até emplacou cinco pontos, mas o tie-break era inevitável. Fawcett fechou a parcial em 25/17.

Minas fatura tie-break e leva vantagem para Uberlândia

O bloqueio do Minas voltou afiado para o último set. A equipe abriu 5 a 1 logo no começo, desestabilizando o Praia, que se sentiu à vontade na partida nas últimas parciais. As minas-tenistas contavam com a passagem de Macris no saque, que dificultava a recepção adversária.

No embalo da torcida, o Minas seguia abrindo vantagem. Com 12 a 3 no placar, era questão de tempo para a vitória das mandantes, que foi confirmada com um erro de ataque de Rosamaria: 15 a 6 e vitória minas-tenista.

Minas 
Macris, Bruna Honório, Carol Gattaz, Mara, Natália, Gabi e a líbero Léia. 
Entraram Geórgia, Bruninha, Malu e Mayany.
Técnico: Stefano Lavarini

Praia Clube
Carli Lloyd, Nicole Fawcett, Carol, Fabiana, Fernanda Garay, Michelle e Suelen. 
Entraram: Rosamaria, Laís, Ellen e Ananda.
Técnico: Paulo Coco

Tags: superliga feminina maisesportes volei