Vôlei

SUL-AMERICANO DE CLUBES

Cruzeiro vira diante do Taubaté, vence no tie-break e avança para final contra UPCN

Rumo ao hepta, time celeste reage e busca virada no quinto set

postado em 14/02/2020 22:28 / atualizado em 15/02/2020 00:57

Texto atualizado à 0h45

(Foto: Agência i7/Cruzeiro )
O Cruzeiro avançou a mais uma final do Campeonato Sul-Americano de Clubes de Vôlei. Em grande semifinal disputada na noite desta sexta-feira, no Ginásio do Riacho, o time celeste derrotou o Taubaté de virada, por 3 sets a 2, parciais de 23/25, 25/16, 21/25, 25/23 e 15/13. A Raposa busca o heptacampeonato continental, com o objetivo de garantir presença no Mundial de Clubes de 2020.

A final será neste sábado, às 21h30, no Ginásio do Riacho. O Cruzeiro, que vem de quatro títulos consecutivos, enfrentará o UPCN, que na outra semifinal bateu o Bolívar por 3 sets a 1, fechando a rodada dupla em Contagem. O Taubaté, com isso, terá pela frente o Bolívar na disputa do terceiro lugar, a partir das 19h.

Atual campeão da Superliga, o Taubaté foi pareo duro para o Cruzeiro, mesmo avançando à semifinal como segundo do Grupo B - o UPCN foi o líder. O time celeste precisou jogar no limite para alcançar a classificação à final pela oitava vez. Os paulistas foram vice em 2016, quando perderam para a Raposa em casa, e buscavam a taça inédita.

(Foto: Agência i7/Cruzeiro )
 

O JOGO

Cruzeiro e Taubaté fizeram jus à promessa de uma grande semifinal. O equilíbrio foi a tônica do jogo, à exceção do segundo set, que terminou em larga vantagem para o Cruzeiro (25 a 16), empatando a partida. A equipe celeste se desconcentrou na terceira parcial, mas retomou o controle e foi eficiente nos momentos decisivos para buscar a virada. 

O Cruzeiro contou com a boa performance de dois jogadores que sairam do banco e melhoraram, especialmente, o passe para a distribuição das jogadas: o oposto Luan e o ponteiro Filipe. "Às vezes o Marcelo precisa nos momentos mais difíceis, a experiência ajuda. Parabéns para a nossa equipe. Não fizemos um bom início, mas viemos crescendo. Só tenho a agradecer a oportunidade de ajudar mais uma vez", enfatizou o veterano capitão da Raposa.

O oposto argentino Facundo Conte foi outro destaque e terminou como maior pontuador, com 18 acertos. Ele passou muita vibração aos companheiros durante a partida. "Conseguimos ter paciência, manter a cabeça ligada na partida para nos recuperar. Essa é uma característica do nosso time: nos momentos difíceis conseguimos manter a cabeça no lugar e confiar em nosso potencial. Agora é final, tudo pode acontecer, mas estou feliz de fazer parte desse time", comemorou.

Tags: taubaté riacho cruzeiroec Bolívar UPCN sul-americano de clubes