Vôlei

SUPERLIGA FEMININA

Praia vence rival direto e mantém a ponta; Minas é o vice-líder da Superliga

Mineiros fecharam a sétima rodada no topo da classificação

postado em 14/02/2020 23:50 / atualizado em 15/02/2020 00:00

(Foto: Orlando Bento/Minas)
A sétima rodada do returno da Superliga Feminina foi especial para os times mineiros. O Praia Clube venceu duelo direto pela ponta com o Sesc-RJ, por 3 sets a 1 (33/31, 17/25, 16/25 e 29/31), no Rio de Janeiro, e manteve a vantagem na liderança. Já o Minas, que passou fácil pelo São Paulo Barueri, em casa, por 3 a 0 (25/21, 25/19 e 25/17), assumiu a segunda posição. 

O Praia chegou aos 50 pontos e se firmou na liderança em mais uma rodada. Ao mesmo tempo, o clube de Uberlândia ajudou o Minas, que aproveitou a derrota do Sesc-RJ para alcançar o segundo lugar, com 48, três a mais que a equipe do técnico Bernardinho, agora na terceira posição. 

No Ginásio do Tijuca, o Praia contou com atuação inspirada de suas atacantes. A oposta Martinez, com 34 pontos, foi letal nas viradas de bola e terminou como a maior pontuadora. A ponteira Fernanda Garay, com 23 acertos, recebeu o Troféu VivaVôlei como a melhor em quadra. Do lado carioca, Amanda terminou com 17 pontos e deu trabalho às mineiras.

Como esperado, o confronto direto no Rio de Janeiro foi decidido nos detalhes em todos os sets. Especialmente no primeiro e no quarto, quando as equipes prolongaram a disputa acima dos 30 pontos. Melhor para o Praia, que fechou a partida em um ataque espetacular de Fernanda Garay. 

(Foto: CBV/Divulgação)


Minas vice-líder


De volta à Arena MTC depois de 17 dias fora, o Minas confirmou o favoritismo contra o São Paulo Barueri. A central Thaisa, com 14 pontos, liderou as minas-tenistas no ataque e também na defesa, com três bloqueios bem-sucedidos. A ponteira venezuelana Acosta, com 12 acertos, foi outro destaque. A búlgara Rabadzhieva fechou a partida com nove pontos. Do lado paulista, a oposta Lorenne teve 12 bolas vencedoras. A levantadora minas-tenista Macris recebeu o Troféu VivaVôlei como melhor da partida.

O técnico do Minas, Nicola Negro, aprovou o rendimento da equipe em mais um triunfo, o 16º nesta Superliga. "Nosso jogo fluiu e isso é muito positivo. Macris levou o Troféu VivaVôlei porque, como o time fez um bom jogo, e a bola passa sempre pala mão dela, foi simbólico. Até agora estamos satisfeitos, 18 jogos, duas derrotas, as duas foram no tie-break", avaliou.

(Foto: Orlando Bento/Minas)


Sul-Americano


Os representantes mineiros darão um tempo na Superliga e se concentrarão no Sul-Americano Feminino, a partir da próxima segunda-feira, na Arena Sabiazinho, em Uberlândia. Além de Praia e Minas, Boca Juniors, San Lorenzo e Universidad Católica Boliviana disputarão o torneio, que terá a final no sábado, dia 22.

O Sul-Americano começa com os mineiros em quadra, na próxima segunda-feira. O Praia estreará diante da Universidad Católica (BOL), às 19h. Em seguida, às 20h30, o Minas enfrentará o Boca Juniors.

Tags: liderança praia Minas superliga feminina sesc-rj