Vôlei

SUPERLIGA FEMININA

Minas e Praia têm mais um capítulo da rivalidade na final da Superliga

Mineiros começam a decidir o título nesta quinta, em Saquarema

(Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Minas e Praia começam a decidir, nesta quinta-feira, às 20h (transmissão do Sportv 2), no Centro de Desenvolvimento do Vôlei, em Saquarema-RJ, dentro da 'bolha' de prevenção contra a COVID-19, a Superliga Feminina de Vôlei 2020/21. A disputa do troféu de campeão será em melhor de três. O segundo está marcado para sábado (3), às 21h, enquanto o terceiro, se necessário, ocorrerá na segunda-feira (5), no mesmo horário.

A rivalidade entre os dois times mineiros é a maior do vôlei brasileiro na atualidade e uma das mais marcantes de todos os tempos. É a segunda vez seguida que disputam o título. Na primeira, na temporada 2018/19, o Minas sagrou-se tricampeão ao fazer 2 a 0 na série final, com 3 a 2 em Belo Horizonte, e 3 a 1 um em Uberlândia.


Sem torcida


A decisão desta temporada é uma novidade para as jogadoras das duas equipes, pois pela primeira vez será em 'quadra neutra', devido aos  procedimentos adotados contra a COVID-19. Por isso, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) decidiu criar uma 'bolha'. Os quatro melhores times chegaram a Saquarema com antecedência e ficaram isolados no CT, que concentra a preparação da Seleção Brasileira em todas as divisões.

Para as jogadoras, essa decisão deixa um clima de saudade, pois falta o apoio da torcida. A central Carol Gattaz, por exemplo, lamenta o que chama de perda da vantagem. “Nos fizemos a melhor campanha. Em tempos normais, sem pandemia, jogaríamos duas das três partidas em casa, com a nossa torcida, com o Mineirinho lotado. Mas por força desse tempo de pandemia, vamos jogar em quadra neutra, aqui em Saquarema."

A ponteira Fernanda Garay, do Praia, também admitiu que sente falta do apoio do torcedor. “Na verdade, eu me sinto mal sem a torcida. Se estivesse em Uberlândia, por exemplo, iria passar em frente ao ginásio, o Sabiazinho, quando estava indo para o treino e ficaria pensando como seria a decisão, arquibancadas lotadas, com a torcida incentivando. Agora, isso não acontece.”

Treinadores


Entre os técnicos, a previsão é a mesma: jogo tenso, equilibrado e definido nos detalhes. Do lado minas-tenista, o italiano Nicola Negro rechaçou qualquer favoritismo apontado ao time de BH, que só perdeu uma vez na temporada - em novembro passado - e vem de 22 vitórias seguidas. “Final é sempre uma final. São dois times fortíssimos e, com certeza, será uma excelente disputa, com jogos muito equilibrados", projetou. 

"O Praia está em um grande momento na competição, assim como nós. Com certeza, a final será decidida em detalhes. Os dois times são muito equilibrados e não será fácil para ninguém. Não existe retrospecto, não existe estatística. Vai ser duro, mas faremos o possível para manter o ritmo que tivemos até aqui e tentar conquistar as vitórias necessárias”, analisou o comandante do Minas.

No Praia, o técnico Paulo Coco considera que foco será ponto importante para sair na frente no primeiro duelo da final. “Será o confronto entre duas equipes mineiras muito fortes que vêm protagonizando as últimas finais dos campeonatos nacionais. Nos enfrentamos algumas vezes em finais nessa temporada e vamos buscar um resultado diferente desta vez. Temos que impor o nosso ritmo de jogo com um saque forçado. Além disso será importante termos equilíbrio e cometer poucos erros”, alertou.

Rivalidade


Desde a temporada 2017/18, Minas e Praia dominam o cenário nacional, decidindo todos os torneios nacionais. O Minas tem a vantagem de um título da Superliga. Essa é a segunda final seguida entre os dois times. O Praia foi campeão do torneio 2017/18, quando venceu o Rio de Janeiro.

Desde então, as duas equipes fizeram duas finais da Copa Brasil, ambas com vitórias do Minas: 3 a 1, em 2019; e 3 a 1, este ano. O Praia ganhou a decisão da Supercopa de 2019, com triunfo por 3 a 0 sobre o maior rival.

Na disputa do Campeonato Mineiro, os dois times vêm se enfrentando na decisão do título desde 2013 - a competição não foi disputada em 2016. Nesse período, o Praia foi tetracampeão (2013/15/15/19), enquanto o Minas ganhou três edições (2017/18/20).

Tags: minas decisão saquarema Praia Clube Superliga Feminina