Vôlei

MINAS

Carol Gattaz comemora ano especial com títulos no Minas e volta à Seleção

Central e capitã renovou contrato para oitava temporada no clube

postado em 20/04/2021 18:34

(Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

De contrato renovado e caminhando para a oitava temporada seguida no clube, a central Carol Gattaz comemorou não só a permanência em BH, mas também o ano especial que culminou com a conquista de títulos e o retorno à Seleção Brasileira. Com a manutenção da base vencedora minas-tenista, ela projeta mais um trabalho bem-sucedido em 2021/22.

Carol Gattaz, de 39 anos, liderou o Minas no bicampeonato seguido da Superliga Feminina. Em 2018/19 e 2020/21, o time de BH levantou a taça diante do Praia Clube. Na temporada 2019/20, a competição foi interrompida depois da fase classificatória, devido à pandemia de COVID-19. A central exaltou a conquista de títulos expressivos, mas admitiu que o Mundial de Clubes é objetivo a ser alcançado. 

“É uma satisfação muito grande. Eu fico muito feliz, primeiro, por estar conseguindo ajudar o time. Sempre foi o meu sonho, desde quando cheguei ao Minas, tentar ganhar todos os títulos possíveis pelo clube e, graças a Deus, os principais a gente já ganhou. Claro que, pensando mais alto, ganhar um Mundial de Clubes seria perfeito. Mas sou muito feliz de ter feito parte e de ainda estar fazendo parte dessa história no Minas, que é um clube tão tradicional. É uma honra muito grande vestir esta camisa”, destacou a central, que chegou a BH para a temporada 2014/15.



Como prêmio, além de levantar taças como as da Superliga Feminina e da Copa Brasil, Carol Gattaz foi convocada para a Seleção Brasileira e briga por um lugar no grupo que disputará a Olimpíada em Tóquio, no Japão. “Fiquei muito feliz com o retorno à seleção. Sempre foi o meu sonho disputar uma olimpíada e, se Deus quiser, ainda quero realizar este sonho. Este é o meu objetivo e estou preparada para voltar a vestir a camisa verde e amarela”, frisou. 

A veterana destacou a manutenção da base minas-tenista para mais uma temporada, que terá novamente o comando do técnico italiano Nicola Negro. Carol Gattaz vê o Minas forte para seguir na busca por mais conquistas. “A base da nossa equipe está mantida e a gente já ganha por termos entrosamento. É claro que perderemos uma ou outra peça, que é normal antes de qualquer temporada. Possivelmente, teremos algumas novas atletas no elenco, mas, com treino e trabalho, a gente consegue encaixar essas novas peças. Com certeza teremos um time forte e vamos buscar mais títulos", projetou. 




Tags: contrato superliga central Seleção Brasileira Minas Cartol Gattaz