Cruzeiro

CRUZEIRO

Com risco de nova punição, Cruzeiro tem até quinta para pagar dívida do empréstimo de Pedro Rocha

Caso não faça a quitação do débito, a Raposa não poderá mais registrar novos jogadores

postado em 03/08/2020 13:26 / atualizado em 03/08/2020 14:10

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)
A diretoria do Cruzeiro iniciou a semana pressionada. O clube terá que pagar 395.619 euros (cerca de R$ 2.472.178) ao Spartak Moscou, da Rússia, até quinta-feira (06/08) pelo empréstimo do atacante Pedro Rocha, realizado em 2019. Caso não faça a quitação do débito, a Raposa não poderá mais registrar novos jogadores.

Em busca do dinheiro, os conselheiros do clube vão votar nesta segunda-feira a venda da sede Campestre II. No local, próximo ao clube do Cruzeiro na Região da Pampulha, funciona um estacionamento. O endereço do imóvel é Rua das Canárias, número 269, no Bairro Santa Branca. 

Para vender o imóvel, a diretoria precisa de 90% dos votos a favor da medida. A venda da Campestre II provavelmente resolveria não apenas o problema na Fifa com o Spartak, mas também a dívida de 850 mil euros (R$ 5,3 milhões) com o Al-Wahda pelo empréstimo do volante Denilson. 

O corretor de imóveis Giovanni Baroni, que também é conselheiro do clube, apresentou laudo de avaliação da Campestre II - o documento foi divulgado pelo site 'Deus Me Dibre' - no valor de R$ 20 milhões.

No dia 23 de junho, o Cruzeiro recebeu ordem de pagamento ao Spartak Moscou, da Rússia. Pedro Rocha ficou no clube apenas em 2019. Ele teve passagem apagada pela Raposa. Em 33 jogos, marcou quatro gols.

Recentemente, o Cruzeiro pagou parte da dívida com o Zorya, da Ucrânia, pelo atacante William (600 mil euros, cerca de R$ 3,5 milhões), além de ter parcelado o débito com o Independiente del Valle pela compra do zagueiro Caicedo (US$ 674.502,00, cerca de R$ 3,6 milhões), realizada em dezembro de 2016.

A nova diretoria também entrou em acordo com o Tigres, do México, para pagar a compra de Rafael Sobis (R$ 17,2 milhões), efetivada em 2016.

Operação Fifa


Em busca de dinheiro para quitar as dívidas de contratações, o Cruzeiro lançou a proposta de doações feitas pela internet chamada 'Operação Fifa'. Nela, o cruzeirense pode depositar para o clube qualquer valor a partir de R$ 1. Até a manhã desta segunda-feira, a Raposa tinha arrecadado R$ 656.815,54

Menos seis pontos


O Cruzeiro foi punido pela Fifa e começará a Série B do Campeonato Brasileiro com menos seis pontos na tabela por não ter pago o empréstimo do volante Denilson ao Al Wahda, dos Emirados Árabes, em 2016, no valor de 850 mil euros, em maio deste ano. 

Tags: cruzeiro fifa dívida