Cruzeiro

CRUZEIRO

Paraná x Cruzeiro: 'jogo para cumprir tabela' reunirá clubes em grave crise

Mesmo com grande investimento, Raposa amargará mais um ano na Série B; Clube de Curitiba foi rebaixado para a Terceira Divisão

postado em 27/01/2021 11:26 / atualizado em 27/01/2021 11:56

(Foto: Alexandre Guzanshe / EM DA PRESS)

Sem pretensões na Série B, Cruzeiro e Paraná se enfrentarão nesta sexta-feira, às 21h30, no estádio Durival Britto, em Curitiba, na rodada final do campeonato. Em comum, os clubes vivem a pior crise da história.

Um dos clubes mais tradicionais do Brasil, o Cruzeiro comemora o centenário na Série B em uma temporada de fracassos em todos os torneios que disputou. O principal objetivo era o retorno à elite, mas durante toda a Segunda Divisão o time celeste nunca esteve de fato na briga para subir.

A Raposa ocupa a 12ª posição da Série B, com 48 pontos. Na melhor das hipóteses, terminará o campeonato no 10º lugar, com 51.

Quase todos os times de tradição do Brasil que caíram para a Segunda Divisão voltaram no ano seguinte para a elite, exceção feita ao Fluminense em 1998.

Fora de campo, o Cruzeiro tem uma dívida de quase R$ 1 bilhão. Sem dinheiro, a diretoria não paga em dia nem os funcionários com salários menores. Este foi um dos motivos da saída do técnico Luiz Felipe Scolari.

Paraná


O Paraná também vive o pior momento da história. Em 31 anos, este é o primeiro rebaixamento para a Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro. O clube disputou a competição em 1990, pouco depois da fundação, e conseguiu uma vaga na Série B. Rapidamente, subiu para a elite. Participou de 16 edições da Série A e esteve presente na Copa Libertadores de 2007.

Nessa terça-feira, o Paraná perdeu para o Oeste por 1 a 0. O resultado confirmou a queda do time, que ocupa a 18ª posição da Série B, com 36 pontos.

O meia Guilherme Biteco, em entrevista ao SporTV após o jogo, lamentou: "Manchamos a história do clube, que vinha numa crescente e, infelizmente, essa temporada não foi boa para ninguém. Espero que a gente consiga dar a volta por cima nessa nova temporada e coloque o Paraná onde merece", frisou.

Fora de campo, o Paraná também vive uma grave crise. O presidente Leonardo Oliveira renunciou e o conselheiro vitalício Sérgio Molletta assumiu de forma interina a presidência do clube. A equipe de Curitiba tem uma dívida que ultrapassa os R$ 100 milhões.