Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro acerta venda de Jadsom ao Bragantino por mais de R$ 5 milhões

Clubes já trocaram documentos, e jogador viajará a Bragança Paulista nesta sexta-feira para assinar contrato de cinco anos

postado em 03/02/2021 18:40 / atualizado em 03/02/2021 19:07

(Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro)
O Cruzeiro acertou os últimos detalhes da venda do volante Jadsom Silva ao Bragantino, por 1 milhão de dólares - cerca de R$5,4 milhões. Nesta quarta-feira, as diretorias trocaram as minutas do acordo, e o jogador foi autorizado a viajar do Recife, onde ficou com a família nos últimos dias, até Bragança Paulista. Ele vai passar por exames médicos antes de assinar contrato de cinco anos com o time que disputa a Série A do Campeonato Brasileiro - 13º, com 44 pontos em 33 rodadas - e é controlado pela empresa de bebida energética Red Bull.

Os R$5,4 milhões pagos pelo Bragantino ao Cruzeiro correspondem a 40% dos direitos econômicos de Jadsom Silva. O clube celeste manterá 20% em uma transferência futura do meio-campista de 19 anos, que jogou 41 partidas na temporada 2020 (37 como titular). Os detalhes da operação foram divulgados pela Rádio Itatiaia e confirmados pelo Superesportes.

Em seu "último ato" no Cruzeiro, Jadsom vai retirar o processo trabalhista no qual cobrava três meses de salários e demais verbas em atraso. A diretoria celeste até chegou a colocar em dia os vencimentos do atleta, porém não houve clima para o seu retorno à Toca II.


Com o dinheiro da negociação de Jadsom, o Cruzeiro espera abater parte das remunerações pendentes de jogadores e funcionários. A direção também vislumbra faturar com o zagueiro Cacá, alvo de equipes do Japão, e o lateral-direito Orejuela, cuja permanência no Grêmio acabou não ocorrendo.

Outra fonte de receita para o Cruzeiro é o estacionamento em frente ao clube de lazer do bairro Santa Branca, na Pampulha, em Belo Horizonte. Recentemente, a Justiça concedeu o pedido de substituição de penhora e liberou a venda do imóvel com 6.500 m² de área construída em dois pavimentos em uma área de 9.500 m². A pedida é de R$13,6 milhões.