Vasco

VASCO

Vasco perde jogadores importantes para próximo jogo no Brasileiro

Suspensos pelo terceiro amarelo, Talles Magno, Léo Gil e Neto Borges serão ausências certas

postado em 14/12/2020 11:55 / atualizado em 14/12/2020 13:40

(Foto: Divulgação/Lucas Merçon)
 

O Vasco continua sem conseguir vencer no Campeonato Brasileiro e vê sus situação se complicar na tabela a cada rodada. Após o empate em 1 a 1 diante do Fluminense, pela 25ª rodada, o Cruzmaltino seguiu na zona de rebaixamento e viu a distância para as equipe fora do Z4 aumentar.

 

 

Com a vitória sobre o Coritiba, o Sport foi a 28 pontos, e deixou o Bahia, com a mesma pontuação, na porta do Z-4, do lado de fora. Do lado de dentro, no 17º lugar, o Vasco soma 25 pontos. Embora a diferença seja de apenas três pontos, Sport, Bahia e Athletico-PR têm oito vitórias, contra apenas seis do Vasco. Isso significa que o Cruzmaltino  continuaria no Z-4 mesmo que igualasse a pontuação dos concorrentes.

A equipe de São Januário terá a semana livre para se preparar para o confronto diante do Santos, na próxima rodada. Contudo, terá três baixas na equipe que iniciou a partida contra o Flu. Suspensos pelo terceiro amarelo, Talles Magno, Léo Gil e Neto Borges serão ausências certas.

"Infelizmente perdemos Talles, Neto e Léo para o próximo jogo, mais uma contrariedade. Acho que o trabalho poderia ser melhor não fossem tanta contrariedades", lamentou o técnico Ricardo Sá Pinto.

O treinador, que foi muito criticado por não usar Andrey e Juninho no clássico, terá que fazê-lo contra o Peixe.

"Conto muito com Andrey, mas Marcos e Léo Gil têm feito bons jogos e, portanto, felizmente tenho o Andrey. Muito provavelmente será opção no próximo jogo porque perdemos Léo Gil. Juninho está no processo. Quando cheguei, não jogava muito. Temos que também entender que temos um plantel com qualidade parecida. Não posso por todos ao mesmo tempo. Tento fazer o melhor em prol do Vasco, e isso está acima de tudo para mim", justificou o mister.

A má atuação contra o Tricolor aumentou a pressão para a demissão de Sá Pinto. Se não fosse o gol de empate de Germán Cano aos 46 do segundo tempo, o português provavelmente já teria sido dispensado.

Tags: futnacional vascorj