Atlético
1

ATLÉTICO

Atlético terá Mineirão como aliado em 2020 para tentar bater recorde de sócios do Vasco, diz presidente

Sérgio Sette Câmara planeja propor pacotes similares aos do clube carioca

postado em 25/12/2019 07:00 / atualizado em 25/12/2019 08:29

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Desde 2011, antes de o Mineirão fechar para as reformas para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, o Atlético não jogava tanto no Gigante da Pampulha. O estádio foi a casa alvinegro em 11 compromissos em 2019 - mesmo número de oito anos antes. Para 2020, o torcedor atleticano pode esperar ir ainda mais vezes ao maior palco de Minas. Essa é a palavra do presidente Sérgio Sette Câmara, que também almeja alcançar o maior número de sócios-torcedores no país.

De acordo com o dirigente, uma coisa está ligada à outra. O clube pretende adequar e lançar um novo programa de sócios. Com o aumento no quadro, seria inviável seguir mandando seus jogos no Independência, que tem capacidade de menos da metade do Mineirão. Outro ponto que é interessante à administração do estádio, ainda segundo Sette Câmara, é o fato de que, com a queda do Cruzeiro para a Segunda Divisão nacional, o Atlético é o único clube de Minas na Série A do Campeonato Brasileiro.

“Vamos jogar no Mineirão sim, porque queremos lançar o novo sócio-torcedor. Em outro estádio isso não funcionaria muito bem. Vamos negociar com o Mineirão. O Atlético é o único time da Série A, e isso interessa a eles (Minas Arena)”, disse em entrevista à Rádio da Massa.

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)
O dirigente atleticano revelou que já procurou o presidente do Vasco, Alexandre Campello, para entender as mudanças que levaram o clube carioca ao avanço de 31 para 185 mil sócios-torcedores em menos de um mês. A nova base - a maior do Brasil, ultrapassando os 135 mil do rival Flamengo - elevou as receitas cruz-maltinas em quase R$ 3 milhões. Para 2020, o orçamento vascaíno prevê que os planos devem arrecadar mais de R$ 40 milhões.

Sette Câmara admitiu que a intenção é de copiar pontos que possam chamar atenção dos torcedores ao programa. “Liguei para o presidente do Vasco para saber como fizeram por lá. Na vida é assim, temos que ter humildade de copiar aquilo que está funcionando. Vamos bater esse número do Vasco”, afirmou.

Black Friday vascaína

A promoção feita pelo Vasco elevou o número de sócios-torcedores do clube de 31 para 185 mil. A ação na Black Friday - estendida e mantida até hoje - concede descontos de 50% em todos os planos de programa nos seis primeiros meses da assinatura e contou com a mobilização de torcida organizada, além da propaganda de jogadores do elenco, artistas e ex-atletas vascaínos.

Tags: atletico mineirão entrevista independência programa planos sócios interiormg futnacional vascorj seriea