FUTEBOL MINEIRO

Sem acordo com Supermercados BH, Villa Nova segue em busca de investidores

Clube publicou nota oficial na última quarta-feira (21) e agradeceu à rede pelas negociações; diretoria executiva segue buscando parceiros

postado em 22/04/2021 15:30 / atualizado em 22/04/2021 15:39

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Em grave crise financeira, o Villa Nova segue em busca de alternativas e parcerias com investidores para quitar dívidas de curto prazo e se reerguer. Na última quarta-feira (21), o clube de Nova Lima publicou uma nota em que comunica o encerramento das negociações com a rede Supermercados BH, do empresário Pedro Lourenço.

A situação do Villa Nova se tornou praticamente insustentável em março, quando a Prefeitura de Nova Lima cortou uma subvenção de R$ 2,5 milhões ao clube. À época, o município alegou que o Leão do Bonfim não apresentava as 'certidões necessárias para receber os recursos', e que havia pendência de prestação de contas em relação aos repasses de anos anteriores.

Em nota, a diretoria executiva do Villa Nova explica que os problemas financeiros do clube estão relacionados a processos trabalhistas, execuções fiscais e dívidas, em geral, geradas e acumuladas ao longo de gestões anteriores. A publicação deixa clara a urgência do Villa Nova em receber um aporte financeiro para sanar dívidas de curto prazo. 

O documento ainda ressalta o envolvimento da Prefeitura de Nova Lima com os trabalhos que buscam reconstituir a saúde financeira do Leão do Bonfim. Segundo a nota, a direção do município 'não vem medindo esforços no sentido de encontrar caminhos, parceiros e possíveis investidores para o clube'.

Sobre as negociações com a rede Supermercados BH, o Villa se limitou a dizer que as tratativas não avançaram para um desfecho positivo, sem oferecer mais detalhes. A diretoria executiva fez um agradecimento à empresa pela negociação.
A galeria não aparece para você? Clique aqui para acessá-la! 

Posicionamento da diretoria


Em contato com o Superesportes, Cláudio Horta, vice-presidente do Villa Nova, falou sobre a situação do clube. O dirigente explicou que a diretoria do Leão tem trabalhado em duas frentes para reerguer a instituição.

“Não é segredo para ninguém. O Villa vive uma grave crise econômica, oriunda das gestões passadas. A nossa gestão tem trabalhado em duas frentes simultâneas: uma primeira, de curto prazo, para viabilizar a participação do clube no Módulo II do Campeonato Mineiro, que se inicia na primeira semana de julho; e uma outra, de longo prazo, de forma mais sustentável, que é tornar o clube viável financeiramente, excluindo essa dependência da Prefeitura de Nova Lima, realizando qualquer ajuda ou aporte de verbas”, afirmou Cláudio.

O vice-presidente do Villa Nova também abordou a elaboração de uma auditoria para detalhar todas as pendências do clube. Segundo Horta, essa prática trará maior clareza nas tratativas com investidores e, consequentemente, aumentará as possibilidades de que o Leão feche uma parceria para aporte financeiro.

“Diante disso, estamos buscando parceiros que venham a viabilizar, de alguma maneira, um aporte financeiro, no sentido de viabilizar a nossa participação no Estadual. Porém, essa ação de longo prazo, que diz respeito a um investimento e um contrato maior - o qual nós chegamos, realmente, a negociar com os Supermercados BH - não evoluiu, porque você precisa de subsídios mais concretos em mãos, do tipo: os números reais da dívida, o tipo da dívida, a característica - se é trabalhista, cível, fiscal ou não. Para isso, nós estamos tentando também viabilizar uma auditoria que vai dar tranquilidade de subsídio para qualquer investidor fazer uma análise da situação do Villa Nova”, afirmou ao Superesportes.

(Foto: Reprodução)
Por fim, Cláudio Horta disse que sequer cogita a possibilidade do Villa Nova ser ausência na disputa do Módulo II do Campeonato Mineiro. O dirigente garante que há ‘muita gente envolvida’ na reestruturação do clube e confia na evolução desse trabalho.

“Eu prefiro não pensar nessa opção hoje. Nós estamos trabalhando 24 horas por dia para encontrar um caminho. Tivemos reunião ontem, vamos ter uma hoje. É muita gente tentando buscar, conversar várias possibilidades. Muita gente envolvida, e muita gente querendo o bem do clube. Então, hoje eu não penso nessa hipótese. Ela existe? Existe. Mas te garanto que vamos lutar, até onde a gente puder, para que ela não aconteça”, completou à reportagem.
 
O Villa Nova foi fundado em 1908 e é um dos clubes mais tradicionais de Minas Gerais. Ao longo de sua rica história, o Leão do Bonfim já se sagrou campeão estadual em cinco oportunidades e também conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta temporada, o time de Nova Lima disputará o Módulo II do Campeonato Mineiro.

Tags: campeonato mineiro parceria crise investidores financeira interiormg futnacional villa nova supermercados bh