COLUNA JOGO RÁPIDO

Ex-Ipatinga assume diretoria de base do Cruzeiro

Amarildo Ribeiro foi braço direito de Itair Machado na equipe do Vale do Aço

postado em 19/06/2018 15:19 / atualizado em 19/06/2018 15:20

Ramon Lisboa/EM/D.A. Press
O Cruzeiro ainda não anunciou oficialmente, mas já confirma que Amarildo Ribeiro, ex-diretor de futebol do Ipatinga, assumiu o departamento de futebol das categorias de base do clube. Então responsável pela pasta, o ex-preparador físico Quintiliamo Lemos passa a ser diretor-geral executivo, conforme ele mesmo revelou à coluna. “É verdade. O Amarildo veio para nos ajudar e a nomenclatura do cargo dele é de diretor de futebol de base. Eu passo a ser diretor-geral executivo”, disse. Inicialmente, o acerto de Amarildo com o Cruzeiro havia sido divulgado pelo Portal Plox, do Vale do Aço.

Histórico

Amarildo foi o braço direito de Itair Machado na conquista do Campeonato Mineiro de 2005, pelo Ipatinga (foto dos dois abaixo). Esse foi seu trabalho de maior destaque. Depois, o dirigente rodou pelo interior de Minas Gerais. Coordenou projetos de Nacional de Muriaé, Social de Coronel Fabriciano, Nacional de Nova Serrana, Valério de Itabira, Democrata de Governador Valadares e, por fim, voltou ao Ipatinga em março de 2017 na gestão do presidente Cristiano Araújo.

Organograma da Toca I

À coluna, Quintiliano explicou como funcionará o organograma na Toca da Raposa I, que passa a ter cinco cargos diretivos. “O Guilherme Cruz é nosso superintendente, eu sou o diretor-geral executivo, o Amarildo Ribeiro (ex-Ipatinga) nosso novo diretor de futebol, o Humberto (filho do presidente Wagner Pires de Sá) é assessor da diretoria, o Wilmer Santa Luzia Junior (filho do ex-presidente do Conselho Deliberativo, Wilmer Santa Luzia) é gerente de futebol de base e o Emerson Ávila o coordenador técnico”, disse. 

Cargos remunerados

Quintiliamo Lemos, sobrinho do ex-vice-presidente José Francisco Lemos e do atual vice, Hermínio Lemos, também foi questionado pela coluna se todos os cinco cargos diretivos serão remunerados. “Sim, todos esses cargos são remunerados”, respondeu o diretor-geral executivo. Em janeiro, também ao Jogo Rápido, o superintendente Guilherme Cruz informou que Humberto Pires de Sá, filho do presidente Wagner, realizaria um 'estágio não-remunerado'. “Não há nada remunerado, que fique bem claro, e nem um prazo específico para terminar. O Humberto está conhecendo o processo estrutural do clube, pois demonstrou o interesse pela área. Ele pretende visitar outros clubes também”, afirmou Guilherme Cruz em 23 de janeiro.

Parentes também no banco de reservas

Em março, quando anunciou as comissões técnicas para todas as categorias de base, o Cruzeiro confirmou a presença de outros dois profissionais com parentes ligados ao futebol. Filho do executivo de futebol profissional Marcelo Djian, Estephano Djian assumiu vaga como auxiliar técnico da equipe juvenil. Nos juniores, quem ganhou uma oportunidade foi o preparador físico Jefferson Guedes, primo do atacante Fred.

Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press (17/04/2005)

Tags: categorias de base cruzeiroec ipatinga interiormg