UAI

2

Ex-Galo, Sérgio Araújo lembra clássicos contra Cruzeiro: 'Deitava em todos'

Ex-atacante do Atlético diz que 'mandava gastar o bicho' dias antes do jogo por confiar no seu desempenho individual contra a Raposa

07/06/2022 09:17 / atualizado em 07/06/2022 09:26
compartilhe
Serginho foi hexacampeão mineiro entre os anos 1980 e 1990 e conquistou a Copa Conmebol em 1992 pelo Atlético
foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press

Serginho foi hexacampeão mineiro entre os anos 1980 e 1990 e conquistou a Copa Conmebol em 1992 pelo Atlético


O ex-ponta direita Sérgio Araújo nunca escondeu o quanto gostava de enfrentar o Cruzeiro com a camisa do Atlético. Em participação no quadro Por Onde Anda?, do Superesportes, ele disse que 'deitava em todos' ao relembrar a disputa dos clássicos. 


Leia mais no uai.com.br/ mg.superesportes.com.br

SE INSCREVA EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE!
Siga o Portal UAI nas redes sociais:
Instagram - @estadodeminas
Twitter - @portalUai / @em_com
" />

 
Serginho foi hexacampeão mineiro entre os anos 1980 e 1990 e conquistou a Copa Conmebol em 1992. Foram 58 gols e 360 jogos - 15º atleta que mais entrou em campo pelo clube.
 
Durante quase 10 anos defendendo o alvinegro, o ex-atacante enfrentou o rival em diversas ocasiões e, segundo ele, até mesmo gastava o bicho - quantia paga como premiação - antes dos jogos contra a Raposa.
 
"Contra o Cruzeiro eu deitava, deitava em todos. Eles ficam doidos comigo até hoje. Eles têm essa brincadeira, porque eu sou muito amigo de alguns ex-jogadores do Cruzeiro. Na época, eu já mandava gastar o bicho na sexta-feira. 'Pode gastar o bicho e joga a bola em mim que eu resolvo", afirmou, em tom bem humorado. 
 
Revelado pelo Atlético, Sérgio Araújo diz que já enfrentava alguns atletas do Cruzeiro na base. Com isso, quando subiram para o profissional, a rivalidade se acirrou ainda mais. 
 
"Desde a época de juvenil, contra Douglas, Geraldão, esses meninos que depois subiram. Tivemos essa oportunidade de jogar juntos na base. Já vinha aquela rivalidade. Quando chegava Cruzeiro e Atlético, o sangue vinha no olho, a torcida gritando seu nome. Motivante, gostoso de jogar. Graças a Deus, sempre me dei bem contra o Cruzeiro", relembrou o ex-atleta.
 
Como ponta-direita, o ex-jogador era conhecido por seus dribles e velocidade. Além disso, um dos 'segredos' para as boas atuações era mentalizar as futuras jogadas. Serginho ainda comemora a oportunidade de enfrentar o rival com o Mineirão lotado. 
 
"Sempre me preparei, falava com os jogadores. Ia jogar contra o Cruzeiro ou qualquer outro clube, na sexta-feira já começava a mentalizar o que eu iria fazer no domingo. Vou jogar bem, atacar, defender, partir para cima. Eu me desenhava, quando entrava dentro de campo já sabia o que iria fazer", disse.

"Era gostoso demais, jogar no Mineirão com 100 mil (torcedores), contra o Cruzeiro, era uma alegria, diferente", completou. 
 
Sérgio Araújo se aposentou em 1998 e, logo após, teve uma curta carreira como técnico até o início dos anos 2000. Atualmente, ele é presidente do Galo Master, time formado por ídolos do Atlético.



Compartilhe