UAI

2

Ex-Atlético relembra dia em que Procópio quis bater em jogador

Segundo Valdir Todinho, o então técnico do Galo ficou bravo com Paulo Roberto Prestes pelo fato de o lateral-esquerdo não assumir o erro no 'bobinho'

14/07/2022 05:00 / atualizado em 14/07/2022 10:00
compartilhe
foto: Arquivo/EM

"Procópio era bravo demais", brincou Valdir Todinho


O ex-volante do Atlético Valdir Todinho relembrou, em entrevista ao Superesportes, uma história no mínimo curiosa que ocorreu no Galo, envolvendo o então técnico Procópio Cardozo e o ex-lateral-esquerdo Paulo Roberto Prestes. 



Segundo Valdir, o comandante do Galo ficou muito nervoso pelo fato de Prestes não assumir um erro no bobinho (roda de troca de passes). A quase agressão de Procópio ocorreu em 1992, ano em que o alvinegro conquistou a Copa Conmebol. 

"Uma vez o Procópio queria bater no Paulo Roberto. Em uma rodinha, o Paulo Roberto errou e era para ir para o meio, mas ele não queria ir. O Procópio só estava de olho, foi em cima dele. Tivemos que apartar. O Paulo Roberto disse, 'não fui eu que errei', o Procópio só olhando, foi para cima dele. Tivemos que segurar ele, porque era bravo demais", relembrou o ex-volante. 

"Procópio era bravo demais, mas era muito bom treinador, foi como um pai para mim. Trabalhei com ele no Athletico-PR e no Atlético", complementou Valdir, que participou do quadro Por Onde Anda?.

Os três personagens tiveram passagens marcantes pelo Atlético. Além do título da Conmebol, Todinho foi vice-campeão do Brasileiro e conquistou dois Campeonatos Mineiros.

Valdir Todinho em entrevista ao Superesportes



Prestes, por sua vez, é o quinto jogador que mais entrou em campo na história do clube, com 504 jogos disputados. Ele conquistou cinco estaduais. Já Procópio teve diversas passagens como técnico do Galo.

Compartilhe