UAI

2

Operários da Arena MRV voltam ao trabalho após protesto por irregularidades

Funcionários voltaram ao trabalho após uma reunião entre representantes da Racional Engenharia e do Sindicato Marreta

Funcionários voltaram ao trabalho após uma reunião entre representantes da Racional Engenharia e do Sindicato Marreta
foto: Arthur William/Agência Espacial Comunicação

Funcionários voltaram ao trabalho após uma reunião entre representantes da Racional Engenharia e do Sindicato Marreta


Depois de paralisarem as atividades na manhã desta sexta-feira (17), cerca de 400 operários que trabalham na construção da Arena MRV, futuro estádio do Atlético, retomaram as atividades no decorrer da tarde. O protesto foi liderado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de BH e Região/Marreta devido a más condições de trabalho e descumprimento de direitos por parte da Racional Engenharia, responsável pela obra.

Segundo o Sindicato Marreta, a Racional não pagou a primeira parcela do 13º salário, que venceu no dia 30 de novembro, e está descumprindo acordos já estabelecidos, como alojamentos em condições adequadas, sem superlotação. Outra reclamação foi acerca da falta de pagamento de viagens para trabalhadores que moram em outros estados do Brasil, como havia sido acordado.

Os funcionários voltaram ao trabalho após uma reunião entre representantes da Racional Engenharia e do Sindicato Marreta.

Procurado pela reportagem para detalhar as condições do retorno às atividades, o sindicato não se manifestou após a reunião. Em nota divulgada pela manhã, o Marreta alegou que o movimento se deveu "a várias irregularidades e descumprimento dos direitos trabalhistas cometidos pelas várias subempreiteiras que atuam nessa obra".

"Essa obra conta com o trabalho de operários vindos de diversas regiões do país e vários denunciam que as subempreiteiras descumprem as regras da "baixada" prejudicando-os no momento em que vão visitar suas famílias em suas cidades de origem. (...) A data-base dos trabalhadores do setor é, originalmente, em novembro, mas já sofreu duas prorrogações (para os dias 15 e 22 de dezembro). (...) No mês de setembro, os trabalhadores aprovaram em assembleia geral a sua pauta de reivindicações e as negociações estão emperradas em vários pontos em que o Sinduscon-MG insiste em não atender as demandas dos trabalhadores que lutam por: reajuste (INPC + ganho real), melhores condições de trabalho, selo de controle da cesta básica com sua entrega na casa dos trabalhadores, entre outras reivindicações", diz a nota do Sindicato Marreta divulgada pela manhã.

Em nota enviada ao Superesportes, a Racional Engenharia informou que cumpre os contratos com seus empregados e fornecedores e que apurará eventuais descumprimentos por parte de suas subcontratadas.
 
"A Racional Engenharia, empresa responsável pelas obras da Arena MRV, informa que esteve em reunião com o Sindicato e os trabalhos já foram retomados. A Racional reforça que cumpre rigorosamente os contratos com os seus empregados e fornecedores e esclarece que está atuando junto às empresas subcontratadas para apuração dos fatos e para garantir os direitos dos trabalhadores", disse a empresa, em nota.

Já a Arena MRV disse que a Racional Engenharia é a empresa responsável pela contratação de todos os fornecedores, bem como pela administração de equipamentos e pela gestão de mão-de-obra. A nota oficial do futuro estádio do Atlético reproduziu o posicionamento enviado pela Racional à reportagem.
Ainda segundo a Arena MRV, os funcionários voltaram ao trabalho. "A Arena MRV está sempre disposta a escutar colaboradores, comunidade e todos os cidadãos, buscando uma relação harmoniosa com o bairro Califórnia e com a cidade".

Leia, a seguir, as notas do Sindicato, da Racional Engenharia e da Arena MRV:

Nota do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de BH e Região/MARRETA

Centenas de trabalhadores da Arena MRV cruzaram os braços e entraram em greve na manhã desta sexta-feira (17/12/2021) em protesto contra várias irregularidades e descumprimento dos direitos trabalhistas cometidos pelas várias subempreiteiras que atuam nessa obra.

Essa obra conta com o trabalho de operários vindos de diversas regiões do país e vários denunciam que as subempreiteiras descumprem as regras da “baixada” prejudicando-os no momento em que vão visitar suas famílias em suas cidades de origem.

A greve se dá em meio às mobilizações da Campanha Salarial conduzidas pelo Sindicato dos Trabalhadores da Construção de Belo Horizonte e Região STICBH/MARRETA.

A data-base dos trabalhadores do setor é, originalmente, em novembro, mas já sofreu duas prorrogações (para os dias 15 e 22 de dezembro).

No mês de setembro, os trabalhadores aprovaram em assembleia geral a sua pauta de reivindicações e as negociações estão emperradas em vários pontos em que o Sinduscon-MG insiste em não atender as demandas dos trabalhadores que lutam por: reajuste (INPC ganho real), melhores condições de trabalho, selo de controle da cesta básica com sua entrega na casa dos trabalhadores, entre outras reivindicações.

Nota da Racional Engenharia

A Racional Engenharia, empresa responsável pelas obras da Arena MRV, informa que esteve em reunião com o Sindicato e os trabalhos já foram retomados. A Racional reforça que cumpre rigorosamente os contratos com os seus empregados e fornecedores e esclarece que está atuando junto às empresas subcontratadas para apuração dos fatos e para garantir os direitos dos trabalhadores.

Nota da Arena MRV

Por volta de 7h da manhã de hoje (17), uma movimentação sindical obstruiu o acesso dos operários à obra da Arena MRV. Mas, todos já estão em seus postos de trabalho, e a obra transcorre normalmente. 

A Arena MRV explica que a Racional Engenharia é a empresa responsável pela contratação de todos os fornecedores, bem como pela administração de equipamentos e pela gestão de mão-de-obra. 

A Racional, por meio de nota à imprensa, afirma: “A Racional Engenharia, empresa responsável pelas obras da Arena MRV, informa que esteve em reunião com o Sindicato, e os trabalhos já foram retomados. A Racional reforça que cumpre rigorosamente os contratos com os seus empregados e fornecedores e esclarece que está atuando junto às empresas subcontratadas para apuração dos fatos e para garantir os direitos dos trabalhadores”. 

A Arena MRV está sempre disposta a escutar colaboradores, comunidade e todos os cidadãos, buscando uma relação harmoniosa com o bairro Califórnia e com a cidade.

Fotos da instalação da cobertura na Arena MRV, futuro estádio do Atlético



Compartilhe