UAI

2

Com Savarino quase vendido, Atlético espera sofrer menos na próxima janela

Galo está perto de bater meta de arrecadação na temporada 2022 e, com isso, pode segurar as principais peças para o restante do ano

28/04/2022 22:05 / atualizado em 29/04/2022 00:36
compartilhe
Venda de Savarino vai render cerca de R$ 15 milhões ao Atlético
foto: Pedro Souza/Atlético

Venda de Savarino vai render cerca de R$ 15 milhões ao Atlético

Atlético está próximo de vender Jefferson Savarino para o Real Salt Lake, dos Estados Unidos. O Galo deve negociar 40% dos direitos econômicos do venezuelano por US$ 3 milhões (cerca de R$ 15 milhões). Com a conclusão da negociação, o Alvinegro ficará perto de bater a meta de R$ 140 milhões em venda de atletas na temporada 2022. Desta forma, o clube espera conseguir segurar os principais jogadores para o restante do ano em busca de novas conquistas.

Os 50 maiores artilheiros da história do Atlético



Até então, o Galo já arrecadou cerca de R$ 79 milhões com negociações: Vitor Mendes, Nathan, Alan Franco e Hyoran (cerca de R$ 3 milhões pelo empréstimo dos quatro atletas); Marquinhos (R$ 9,8 milhões em venda para o Ferencvárosi, da Hungria); Junior Alonso (R$ 46 milhões em venda para o Krasnodar, da Rússia); e Dylan (R$ 18,7 milhões em venda para o New England Revolution, dos Estados Unidos - valor pode subir em R$ 2,3 milhões caso metas sejam batidas).

Além de Savarino, outro jogador que está próximo de ser negociado é Savinho. O garoto foi comprado pelo Grupo City e vai deixar o Galo no fim do primeiro semestre. A negociação do jovem vai render cerca de R$ 32,5 milhões ao clube mineiro. As duas transações ajudarão o Atlético a ficar perto da meta traçada para 2022.

Rodrigo Caetano, diretor do Atlético, não confirma a negociação de Savarino. No entanto, ele afirma que uma eventual venda do venezuelano pode dar uma tranquilidade para as metas do clube.

"Se concretizar (a venda do Savarino) é óbvio que se aproxima muito e obviamente que traz uma certa tranquilidade para uma das metas do Departamento de Futebol. É claro que o 'objetivo fim' de um clube de futebol não é gerar superávit e sim as conquistas. Só que existe uma necessidade. Não é segredo para ninguém que o Galo atravessa muita dificuldade e eu venho repetindo isso desde o ano passado. Penso até que a gente conseguiu coisas importantes em um período de travessia que é o que nós vivemos", disse Caetano, completando.

"Hoje, realmente, esse número a ser batido é quase uma necessidade urgente. E se conseguirmos isso, será em apenas quatro meses. Então isso, de certa forma, em tese, dá uma tranquilidade para a janela do meio do ano. Nós gostaríamos que não fosse essa a realidade (precisar vender Savarino). Se tivéssemos condições de manter o atual elenco com naturalidade e até mesmo agregar valor. Mas não é isso que o Galo atravessa".



O sonho de Rodrigo Caetano é não ter que se desfazer de mais jogadores importantes até o fim da temporada 2022. "Só tomara a Deus que lá no meio do ano que a gente consiga sofrer menos com a janela de transferências e sem uma necessidade urgente da realização. Apesar de tudo isso, eu acho que a gente manteve a base quase total da equipe que foi multicampeã ano passado".

Veja 50 jogadores com contrato até o fim da temporada 2022



Venda por valores 'baixos'


Nos últimos dias, os torcedores do Atlético reclamaram nas redes sociais das negociações feitas pelo clube. Na visão dos atleticanos, o clube está vendendo jogadores por valores 'baixos'. 

Rodrigo Caetano afirmou que ele tem que tomar decisões, ao lado do órgão colegiado alvinegro, pelas propostas que chegam, não por valores que eles desejam. 

"Mesmo eu sendo o executivo do Departamento de Futebol, que fique claro inclusive para vocês (imprensa) e para o torcedor, que não sou eu que tomo a decisão de fazer ou não uma determinada venda, ou nem, em muitas vezes, de fazer ou não uma determinada contratação. Eu tenho é que criar mecanismos, ferramentas, para a melhor tomada de decisão. Se faz isso por necessidade e consenso entre o presidente e os 4R's que formam esse colegiado conosco. Infelizmente ou felizmente, você tem que tomar a decisão baseada na proposta que você tem e não na que você deseja, na que você sonha", concluiu.

Modelos enviados para o concurso Manto da Massa





Compartilhe