UAI

2

Rodrigo Caetano explica 'não' do Atlético para volta de Tardelli

'Poderia não ser bom para ele e nem para o clube', disse o diretor de futebol do Galo, em entrevista exclusiva para o Superesportes

27/05/2022 11:00 / atualizado em 27/05/2022 12:20
compartilhe
Atacante Diego Tardelli em 30 de maio de 2021, quando se despediu do Atlético
foto: Pedro Souza/Atlético

Atacante Diego Tardelli em 30 de maio de 2021, quando se despediu do Atlético

É uma clássica história de amor: grandes momentos, idas e vindas, problemas e, no fim, um sentimento que parece nunca se apagar. A relação entre Atlético e Diego Tardelli teve episódios marcantes desde o primeiro 'flerte' em 2009. O mais recente foi o pedido do atacante para reatar. Mas o Galo disse 'não'.

Em participação no podcast Superesportes Entrevista, o diretor de futebol alvinegro, Rodrigo Caetano, explicou os motivos que levaram o Atlético a rejeitar o retorno do ídolo de 37 anos. A dupla trabalhou junto no início de 2021 até que Tardelli deixasse o clube ao fim de maio daquele ano, quando acabou seu contrato.



"É um baita cara, considero um amigo. O Diego, quando cheguei aqui, estava voltando de uma lesão, ainda na época do Sampaoli. Nós estendemos o vínculo dele até o meio do ano e fizemos a despedida dele do Galo. Infelizmente, não tinha público por conta da pandemia. Mas ele é merecedor de todo reconhecimento. Depois ele foi para o Santos", iniciou Caetano.

"Nas vezes em que conversou conosco, o entendimento foi que tínhamos muitos atletas no setor e que esse retorno poderia não ser bom para ele e nem para o clube. Porque ele é merecedor de todo reconhecimento, de toda a gratidão que o Galo e a massa atleticana têm por ele. Vai ficar guardado na memória, apenas isso. Mas é um grande amigo. Ele não ligou para mim só para falar disso. Inclusive, sempre que pode vai aos jogos. É uma relação que vai ser eterna com o clube. É isso", completou.

A ligação de Tardelli


O próprio Tardelli revelou ter ligado ao diretor atleticano para falar sobre um possível retorno. "Tive uma conversa com o Rodrigo Caetano em fevereiro. Manifestei minha vontade de retornar para o Atlético. Não entendi direito minha saída em 2021. Manifestei o desejo de retornar, é um clube que tenho maior carinho, maior respeito. Minha identificação com o Atlético, com a torcida, é muito grande", afirmou o atacante, que está sem clube, em entrevista à ESPN.

"Falei para ele: 'Rodrigo, aceito qualquer condição para poder voltar a jogar em alto nível. Estar nesse grupo do Atlético, estou em casa, tenho carinho e respeito da torcida'. Infelizmente, em um primeiro momento, não foi possível, porque tem outras pessoas acima do Rodrigo que entenderam que não é o momento. Entendo perfeitamente e fico tranquilo em relação a isso", completou.

História de Tardelli pelo Atlético


25 momentos marcantes de Tardelli pelo Atlético



Nas três passagens pelo Atlético, Diego Tardelli disputou 230 jogos e marcou 112 gols. O atacante é o 15º maior artilheiro da história do clube. Pelo Galo, o camisa 9 ganhou sete títulos:  Copa Libertadores (2013), Copa do Brasil (2014), Recopa Sul-Americana (2014) e Campeonato Mineiro (2010, 2013, 2020 e 2021).
 
Tardelli também é o sexto maior artilheiro atleticano em clássicos contra o Cruzeiro, com nove gols. Foi dele o gol do título da Copa do Brasil de 2014, na vitória por 1 a 0 sobre o rival, no Mineirão. O goleador havia defendido o Atlético de 2009 a 2011 e de 2013 a 2014.



Compartilhe