UAI

2

Roberto de Andrade apresenta versão e dá respaldo a jogador do Corinthians

Rafael Ramos e membros da diretoria e comissão do Corinthians foram ao vestiário do Internacional após partida para explicar situação do suposto caso de racismo

14/05/2022 22:50 / atualizado em 14/05/2022 23:11
compartilhe
Rafael Ramos, do Corinthians, foi acusado de racismo por Edenilson
foto: Divulgação/Corinthians

Rafael Ramos, do Corinthians, foi acusado de racismo por Edenilson


 
O lateral-direito Rafael Ramos e membros da diretoria e comissão do Corinthians foram até o vestiário do Internacional após a partida para explicar a situação do suposto caso de racismo envolvendo o defensor e Edenilson, do Internacional, no empate por 2 a 2 no Beira-Rio, neste sábado.
 
 
 
Segundo Roberto de Andrade, diretor de futebol do Alvinegro, o português teria dito "mano c..." e Edenilson teria entendido a palavra "macaco".

"Ele entendeu outra coisa. Se vocês me permitirem, ele falou um palavrão, ele disse 'mano c...'. (Rafael) Pediu desculpas, que se tinha entendido outra coisa, que o perdoasse, ele não tinha dito nada de ofensa racial, foi o que ele explicou. Essa é a versão do Rafael. Pode ter acontecido isso, por que não?", explicou o diretor.

"Vamos esperar, não vamos adiantar nada, porque acreditamos nas palavras do Rafael. Vamos com calma, antes de sair julgando as pessoas. Aparentemente sim (se entenderam). Não teve polícia nenhuma. A conversa que estávamos não vi não (a polícia)", complementou.
 
 

Perguntado por repórteres no local, ele afirmou que, se for aberto inquérito sobre o caso, o Corinthians bancará a versão de Rafael Ramos.

Mais cedo, na saída de campo, o centroavante Jô disse que o lateral teria dito uma palavra em português de Portugal, mal-entendida por Edenilson.

Na próxima rodada, o Alvinegro recebe o São Paulo no primeiro Majestoso disputado na Neo Química Arena em 2022, no domingo, às 16h (de Brasília). Antes do compromisso do Brasileirão, porém, o Timão visita o Boca Juniors, na terça, pela Libertadores, na Bombonera.

Compartilhe