Cruzeiro

SUPERLIGA MASCULINA

Cruzeiro estreia com vitória diante do São José em Contagem na Superliga

Na busca pelo hepta, time celeste ganha por 3 a 0 com apoio da torcida

postado em 23/10/2021 20:49 / atualizado em 23/10/2021 20:54

(Foto: Agência i7/Cruzeiro)

O Cruzeiro mostrou que está determinado a recuperar a hegemonia do vôlei brasileiro. Em busca do heptacampeonato, o time mineiro bateu o São José por 3 sets a 0, neste sábado, no Riachão, em Contagem, na estreia pela Superliga Masculina 2021/22. As parciais foram de 25/20, 25/20 e 25/21.

Eliminado nas quartas de final pelo surpreendente Itapetininga, na edição passada, o Cruzeiro, que conta com o retorno do oposto Wallace e manteve a base dos últimos anos, confirmou o favoritismo e somou os três primeiros pontos na classificação. 

Pela Superliga, a Raposa volta à quadra para confronto entre candidatos ao título. O Cruzeiro receberá o Campinas, no próximo sábado, dia 30, às 19h, no Riachão, com transmissão ao vivo do SporTV2 . No mesmo dia, às 20h, o São José retornará a BH para enfrentar o Minas, na Arena MTC, com exibição do Canal Vôlei Brasil , em pay-per-view.

Antes da segunda rodada da Superliga, o Cruzeiro buscará mais um título, agora o da Supercopa de Vôlei. Na próxima terça-feira, 26, o time celeste enfrentará o Funvic Natal, que herdou o projeto do Taubaté, às 19h30, no Ginásio Júlio Domingos de Campos, em Várzea Grande, no Mato Grosso. A partida terá transmissão do SporTV2.

ALERTA


Apesar do placar de 3 a 0, o Cruzeiro teve trabalho diante do São José. Mas muito em função dos próprios erros, o que serve de alerta para o técnico Filipe Ferraz e seus comandados. Em ambas as parciais, o time celeste precisou correr atrás da reação e fechou em 25 a 20. No terceiro período, a Raposa abriu vantagem, mas ainda assim permitiu que o rival diminuísse na reta final. Com o oposto Wallace, os mineiros venceram por 25 a 21 e 3 sets a 0. 

O melhor da partida, eleito em votação pela internet, foi o ponteiro Rodriguinho, que levou o Troféu VivaVôlei. Ele admitiu que o Cruzeiro pecou nos sets iniciais. "Cumprimos nosso papel de sair com 3 a 0, mas a gente foi um pouco instável. No fim a gente cresceu, mas não podemos dar mole, se o time rival abrir fica difícil virar. Não podemos errar tanto no saque, faltou agressividade", analisou. 

O veterano Wallace comentou sobre o retorno para mais uma Superliga e concordou com o companheiro. "É sempre bom voltar a jogar no Brasil e pela Superliga. Começamos devagar nos dois primeiros sets, isso é perigoso, para depois buscar o jogo no fim. No terceiro set tivemos mais peformance no saque, complicamos para eles, foi a maior diferença", enfatizou.

Tags: raposa Superliga Masculina contagem são josé cruzeiroec riachão