Cruzeiro

AMÉRICA

Lisca enfatiza América como time de Série A e alfineta Cruzeiro

Treinador também critica Atlético e espera frustrar planos de quem deseja 'clássico dos cem anos' na final

postado em 02/05/2021 20:22 / atualizado em 03/05/2021 10:47

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O técnico Lisca provocou o Cruzeiro após a vitória do América, de virada, por 2 a 1, no primeiro clássico pelas semifinais do Campeonato Mineiro, neste domingo, no Mineirão. Em entrevista coletiva após a partida, o treinador enfatizou o fato de o Coelho estar na Série A do Campeonato Brasileiro em 2021, em referência à presença do rival celeste na Segunda Divisão pelo segundo ano consecutivo. 



“Primeiramente, eu gostaria de parabenizar os torcedores do América por essa vitória nos 109 anos do clube (comemorado nessa sexta-feira). É comemorar. A partir de segunda-feira vamos trabalhar sério e buscar concentração aos nossos focos:  a semifinal do Mineiro, a Série A, a Série A, e a Copa do Brasil”, disparou o treinador. "O Campeonato Mineiro é imporante para a construção da nossa equipe, mas não é uma prioridade do América", complementou. 

Com a vitória neste domingo, o América ampliou a vantagem nas semifinais do Campeonato Mineiro. No jogo da volta, no próximo domingo, às 16h, no Independência, o Coelho conta com o empate ou derrota por até um gol de diferença para avançar à decisão estadual contra Atlético ou Tombense. O Galo venceu a partida de ida por 3 a 0.  

Para Lisca, a presença do América na final estragaria os planos de quem gostaria de ver o clássico entre Atlético e Cruzeiro, que completou cem anos em 2021, na disputa pelo título estadual. 

“O mais positivo é tu quebrar um paradigma. Está todo mundo esperando um clássico dos cem anos na final. É só você ver a imprensa, a cidade. Está todo mundo com essa expectativa. Todo mundo querendo muito. Estamos contra tudo e contra todos para bagunçar essa final aí e entrar de convidado indesejado, vamos dizer assim. Eu acho que o mais importante foi mostrar que o América está vivo e que vai  brigar até a última bola para evitar isso e fazer essa final, provavelmente, contra o Atlético Mineiro, que joga o Campeonato Mineiro totalmente diferente”, alfinetou. 

Lisca prosseguiu com a crítica ao Atlético, que teve apenas dois jogos fora de Belo Horizonte durante todo o Estadual. “Não joga fora de casa. Até a semifinal o Atlético Mineiro joga em casa os dois jogos. É muito difícil esse desequilíbrio técnico no Campeonato Mineiro quando uma equipe só joga dois jogos fora.  São onze partidas, e você tem que jogar cinco ou seis fora, como a gente fez. A gente vai tentar desequilibrar isso e tentar evitar essa grande festa”, ironizou.

 

Por fim, Lisca cobrou reconhecimento ao América e voltou a cutucar o Cruzeiro por não estar mais na elite do futebol nacional.  “Você vê os programas aí falando de cem anos de clássico, cabelo de não sei quem, shorts de não sei quem, e o América aparece pouco. Quem sabe, se a gente consiga ser campeão mineiro, vocês dão um pouco mais de atenção ao América, porque, hoje, no futebol mineiro existe uma nova realidade. Não sei se vocês perceberam, mas, hoje, quem está na Série A é o América”, concluiu. 

Tags: américa atleticomg cruzeiroec interiormg lisca