Cruzeiro
1

CAMPEONATO MINEIRO

América busca o título do Mineiro 2022 para começar bem temporada histórica

Seis anos após última conquista estadual, Coelho almeja a taça para dar confiança aos jogadores na disputa inédita da Copa Libertadores

postado em 21/01/2022 05:00 / atualizado em 21/01/2022 14:12

(Foto: Mourão Panda/América)
Depois de fazer história na Série A do Brasileiro de 2021 ao conquistar, pela primeira vez, a permanência na elite e vaga para a Copa Libertadores, o América inicia a temporada 2022 com as atenções voltadas para o Campeonato Mineiro. Vice-campeão da edição passada, o Coelho vislumbra seu 17º título do Estadual. Para isso, o clube foi ao mercado buscar jogadores que se destacaram em seus clubes no ano passado. 
 
Em entrevista ao Superesportes, o presidente Alencar da Silveira Júnior afirmou que o foco do América é o título, já que a conquista servirá para motivar os jogadores nas demais competições. Ele diz que a perda da taça para o Atlético, após os dois empates por 0 a 0 na decisão na edição passada, ainda está ‘engasgada’. 
 
“A meta do América neste ano no Mineiro é buscar o resultado. No ano passado, tivemos uma decisão que ficou engasgada um pouquinho. O torcedor americano não ficou satisfeito e nem nós. Então, neste ano voltamos para fazer um campeonato bom. O Estadual tem um valor muito grande para a arrancada de cada clube na temporada, e o América sempre o levou com muita seriedade: somos decacampeões”, destacou. 

“Temos duas competições no meio do Mineiro, sendo uma delas a pré-Libertadores, mas, sem dúvida, vamos respeitar o Mineiro sabendo da importância que ele tem para os clubes do interior e seus torcedores. Vamos entrar para sermos campeões, quero ser campeão neste ano. Além disso, vamos preparar nosso time para as demais competições da temporada”, completou Alencar.
 

Sob o comando do técnico Marquinhos Santos desde outubro de 2021, o Coelho vem respaldado pelo excelente desempenho na temporada passada. Com sua melhor classificação no Brasileiro (oitavo, com 53 pontos) e classificado para sua primeira competição internacional, o América é um dos favoritos ao título mineiro. 
 
A competição também traz um estímulo a mais para Marquinhos: o Mineiro pode se tornar a quarta conquista estadual do treinador de 42 anos. Ele faturou o Campeonato Paranaense com o Coritiba (2013), o Baiano com o Bahia (2014) e o Cearense com o Fortaleza (2016). Além disso, venceu uma Copa Verde com o Paysandu. 
 

A campanha de 2021

 
Ainda com o técnico Lisca à beira do gramado, o América teve um bom desempenho na primeira fase do Estadual de 2021. Com sete vitórias, um empate e três derrotas, o time se classificou na segunda colocação, com 22  pontos, atrás apenas do líder Atlético, com 27. Também teve o segundo melhor ataque e a terceira melhor defesa (17 gols marcados e nove sofridos). 
 
 
Nas semifinais, o Coelho bateu o Cruzeiro duas vezes. No jogo de ida, no Mineirão, Rafael Sobis abriu o placar para a Raposa no primeiro tempo, mas a dupla Alê e Ademir comandou a reação americana (2 a 1). Na partida de volta, no Independência, novo triunfo, dessa vez por 3 a 1. Rodolfo (duas vezes) e Ramon fizeram os gols do América, e Matheus Barbosa o do time celeste. 
 
Na final, América e Atlético empataram por 0 a 0 nos dois encontros. Se o primeiro duelo não teve grandes emoções, no segundo sobrou. O atacante Rodolfo desperdiçou uma penalidade e Eduardo Bauermann reclamou muito de um possível pênalti já nos acréscimos do segundo tempo – o zagueiro teria sido empurrado por Igor Rabello dentro da área. Vale lembrar que uma vitória simples teria dado ao América o título. 
 

Ano mágico

 
O ano de 2021 está, definitivamente, marcado na história do América, com a primeira permanência na Série A do Brasileiro e a vaga na Libertadores. A boa participação na elite nacional rendeu premiação multimilionária de R$ 21,4 milhões ao clube. 
 
O Coelho chegou a ser o vice-lanterna do Brasileiro em 2021. No entanto, com uma excelente campanha no returno (a terceira melhor), deu a volta por cima e conquistou vaga no torneio continental. 
 
O time comandado por Marquinhos Santos teve o terceiro melhor aproveitamento do segundo turno do Brasileiro, com 33 pontos - atrás apenas do campeão Atlético (42) e do vice-líder Flamengo (35).
 
Na segunda metade da Série A, foram nove vitórias, sete empates e apenas três derrotas. Em parte desta campanha, a equipe era comandada por Vagner Mancini, hoje no Grêmio.
 

Preparação 

 
O clube alviverde iniciou sua pré-temporada em 27 de dezembro, com atletas das categorias de base e jogadores que tiveram menos oportunidades na Série A. Em 10 de janeiro deste ano, o grupo principal se reapresentou no CT Lanna Drumond e deu continuidade aos trabalhos de preparação física. Nenhum amistoso foi disputado até o momento. 
 
O Coelho vai estrear no Mineiro diante da Caldense, às 21h de terça-feira (25). A partida será disputada no Ronaldão, em Poços de Caldas. 
 

Contratações e mudanças

 
O América segue avaliando contratações para a temporada'2021. Nove reforços foram anunciados: o goleiro Jaílson; os zagueiros Éder, Gérman Conti, Iago Maidana e Gabriel Gomes; o lateral-direito Raúl Cáceres; o meia Índio Ramírez; e os atacantes Everaldo e Henrique Almeida.  

 
A lista de saídas também foi grande: 16 atletas que vestiram a camisa do América no ano passado não permaneceram. São eles: os zagueiros Anderson, Eduardo Bauermann e Ricardo Silva; os laterais-esquerdos Lucas Luan e Alan Ruschel; o lateral-direito Diego Ferreira; os volantes Ramon e Sabino; os meias Marcelo Toscano, Geovane, Bruno Nazário e Isaque; além dos atacantes Ribamar, Luiz Fernando, Ademir e Chrigor. 
 
Os jovens Thalys (lateral-direito) e Vitão (atacante) foram emprestados para ABC e Confiança, respectivamente. 
 
Por outro lado, o Coelho acertou a renovação de jogadores importantes. O goleiro Matheus Cavichioli, o lateral-esquerdo Marlon, o volante Juninho e os atacantes Felipe Azevedo e Berrío permanecerão no clube. O meia Mauro Zárate segue negociando com a diretoria americana. 
 

América

 
Nome completo: América Futebol Clube
Fundação: 1912
Posição no Mineiro de 2021: vice-campeão
Presidente: Alencar da Silveira Júnior 
Técnico: Marquinhos Santos
Principais contratações: Gérman Conti, Iago Maidana e Índio Ramírez


Elenco

 
Goleiros:
Airton, Matheus Cavichioli, Robson e Jori
Zagueiros:
Gustavo Marques, Éder, Lucas Kal, Iago Maidana, Gabriel Gomes e Gérman Conti
Laterais-direitos:
Eduardo, Patric e Raúl Cáceres
Laterais-esquerdos:
Arthur, Carlos Junio, João Paulo e Marlon
Volantes:
Juninho, Juninho Valoura e Zé Ricardo
Meias:
Alê, Gustavo, Rodriguinho e Índio Ramírez
Atacantes:
Berrío, Carlos Alberto, Felipe Azevedo, Kawê, Léo Passos, Rodolfo, Yan Sasse, Everaldo e Henrique Almeida

Tags: americamg atleticomg cruzeiroec interiormg futnacional