Cruzeiro
1

Por família, Gilberto ainda pensa na hipótese de trocar Cruzeiro pelo Botafogo

Jogador deixa claro que profissionalmente prefere o Cruzeiro ao clube carioca, mas fator família pode pesar na decisão; resposta definitiva sairá até o fim da semana

postado em 25/05/2011 21:02 / atualizado em 25/05/2011 21:59

Jorge Gontijo/EM/D.A Press
A permanência de Gilberto no Cruzeiro nesta temporada ainda é incerta. Embora o clube celeste tenha garantido que o jogador ficará na Toca da Raposa até o fim do seu contrato, em dezembro de 2012, o veterano confessou que ainda pensa em voltar para o Rio de Janeiro, sua terra natal, para encerrar a carreira mais próximo da família.

A proposta do Botafogo já está nas mãos de Gilberto. O atleta de 35 anos, porém, diz que profissionalmente prefere ficar no Cruzeiro. Para ele, o clube celeste oferece melhores condições para poder encerrar a carreira em alto nível, com mais títulos no currículo.

”Todo mundo sabe que minha família, minhas filhas estão no Rio de Janeiro e eu tenho pouco acesso a elas, tem dois, três anos que não consigo ver minhas filhas. Isso tem pesado muito para essa minha decisão. Tem o meu lado pessoal, que é o fato de não poder participar muito do crescimento das minhas filhas e tem o lado profissional também, porque estou em um grande clube no Brasil, jogando ao lado de grandes jogadores, com possibilidade de terminar minha carreira com título e isso tem pesado muito”, disse Gilberto, em entrevista à Rádio Itatiaia.

”Estou super bem adaptado a BH, sou super bem recebido. O carinho que tenho pelas pessoas no Cruzeiro é muito grande, mas tem hora que eu jogo em Sete Lagoas e volto para casa e a casa está vazia. Você quer conversar, falar com alguém, e meus irmãos estão lá e estou sozinho. Sinto falta de ter este tempo com minhas filhas, sair, passear, levá-las ao cinema. Ao longo do tempo isso vai pesando um pouco, ao mesmo tempo você vai vivendo emoções tão bacanas, como a que eu vivi há duas semanas, sendo campeão”, completou o jogador, que divorciou-se há dois anos.

Cruzeiro à frente do Botafogo

Embora Gilberto admita trocar o Cruzeiro pelo Botafogo, o jogador deixa claro que prefere jogar pelo clube celeste. Para ele, atuando pela Raposa as possibilidades de encerrar a carreira com um título de expressão são bem maiores. O que pesa, de fato, na decisão do veterano é apenas a proximidade com a família.

”Eu tenho uma proposta do Botafogo sim, mas não é pelo Botafogo que estou querendo ir para o Rio, deixei bem claro aqui que é pela minha família, porque a proposta que recebo do Botafogo não é, em termos de dinheiro, não é nem um pouco maior que a do Cruzeiro, é praticamente o mesmo salário. O que pesa é que ali no Rio posso treinar, sair do treino e ir buscar minhas filhas na casa da mãe delas, dar uma volta com elas e voltar para a minha casa tranquilamente”, explicou.
Jorge Gontijo/EM/D.A Press


“O outro lado é a questão profissional, que é largar um clube como o Cruzeiro e de repente chegar e dizer ‘vou para o Botafogo’. Não que a equipe do Botafogo seja inferior, mas Cruzeiro é Cruzeiro. É justamente isso que está pesando. Às vezes fica parecendo que eu recebi uma proposta milionária e estou querendo sair porque quero o Botafogo. Não é isso. É o fato de estar mais perto das minhas filhas e ter que deixar um clube como o Cruzeiro com condições de ser campeão brasileiro para de repente saber que vou jogar mais um ano no Botafogo e não ter essa oportunidade de ser campeão”, completou Gilberto.

O jogador disse que decidirá seu futuro em, no máximo, três dias. (UAI)

Tags: