Cruzeiro

Antes de negociar Gil, Cruzeiro esteve perto de vender Leo ao Valenciennes

Entre zagueiros cruzeirenses, Leo era primeira opção do clube francês

postado em 02/09/2011 17:53

Jorge Gontijo/EM/D.A Press


No último dia 24, a diretoria do Cruzeiro anunciou a venda de Gil ao Valenciennes. No entanto, anteriormente, outro zagueiro do clube celeste esteve próximo de se transferir para o clube francês. A primeira opção da equipe do norte da França era ter Leo.

Valenciennes e Cruzeiro chegaram a um acordo pelo zagueiro, mas Leo recusou a proposta. “Eles fizeram a proposta ao Cruzeiro, acertaram com o Cruzeiro, mas eu não quis ir. Eu estava feliz aqui, estou feliz aqui, e não tive o interesse em ir”, disse o jogador ao Superesportes.

Sem acordo com Leo, o Valenciennes iniciou a negociação com Gil, que foi bem sucedida. “Minha negociação foi antes. Eu não quis ir, aí eles foram atrás do Gil”, destacou o zagueiro que permaneceu na Toca da Raposa.

Aos 23 anos, Leo entendeu que este ainda não era o momento para sua primeira experiência no futebol europeu. “Era um clube bom, com uma estrutura boa, ofereceram valores bons ao Cruzeiro, mas eu não quis ir para lá e a negociação não aconteceu”, afirmou.

Em entrevista coletiva no último sábado, o diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, informou que o clube teve negociações frustradas envolvendo Leo. “Acabou não dando certo a saída do Leo e saiu o Gil. O Cribari foi até uma reposição antecipada, vamos chamar assim”, ressaltou o dirigente, lembrando a contratação do também zagueiro Cribari junto ao Napoli.

Na negociação por Leo, o Valenciennes adquiriria os 85% dos direitos econômicos do zagueiro que ainda estão em posse do Cruzeiro. A porcentagem restante pertence ao próprio jogador, que não soube informar os valores oferecidos pela transação. “O valor exato, eu não sei. Eles não me contaram. Realmente, eu não sei”, comentou.

A diretoria do Cruzeiro alegou que uma cláusula de confidencialidade impede a divulgação do valor recebido na transferência de Gil. O clube mineiro vendeu os 25% dos direitos econômicos que detinha do jogador e recebeu ainda valor referente a 15% sobre o lucro dos investidores que possuíam 75% do passe.

Proposta russa também foi recusada


Antes de rechaçar a ida para o Valenciennes, Leo já havia recusado proposta do Dínamo de Moscou. Segundo o zagueiro, a oferta do clube russo foi feita há cerca de dois meses.

No entanto, Leo ressaltou que aquela proposta não evoluiu como a feita pelo Valenciennes. “Essa negociação não foi tanto para frente quanto a do Valenciennes. Eles entraram em contato com o Cruzeiro e eu também não quis ir. Mas o Cruzeiro também não aceitou, porque eram valores muito baixos. A do Valenciennes não, era um valor bom. Eu que tomei a decisão de não querer ir”, salientou.

Sonho de ir à Europa


Embora tenha descartado duas oportunidades para jogar no Velho Mundo, Leo ainda admite que mantém o sonho de se transferir para o futebol europeu. “Todos os jogadores, incluindo eu, têm o objetivo de jogar na Europa. Eu também vejo dessa forma. Jogando aqui, tendo oportunidade, isso vem em consequência do trabalho”, observou.

Natural de Belo Horizonte, Leo foi revelado pelo Grêmio. Em 2010, o zagueiro deixou o Tricolor gaúcho para defender o Palmeiras. A chegada ao Cruzeiro aconteceu em agosto do ano passado. Ele tem contrato com o clube mineiro até agosto de 2015.

Atualmente titular do Cruzeiro, Leo tem 38 jogos disputados pelo time celeste e quatro gols marcados. Ao menos por enquanto, o zagueiro, de 23 anos, pretende seguir a trajetória na Toca da Raposa. “A gente tenta fazer o nosso trabalho o melhor possível. Fazendo o meu trabalho, consequentemente outras propostas aparecerão. Se acontecerem, a gente vai decidir com o Cruzeiro, ver o que é melhor para mim e o melhor para o Cruzeiro. Mas o objetivo ainda é fazer o melhor do nosso trabalho no Cruzeiro para que a gente venha a se destacar”.