Cruzeiro

Claret confirma candidatura e aposta em fim do modelo exportador do clube

Ex-diretor de marketing quer alavancar receitas para o clube por meio de novas ações

postado em 16/09/2011 11:28 / atualizado em 16/09/2011 11:45

Cristina Horta/Estado de Minas

O ex-diretor de marketing celeste, Antônio Claret Nametala, confirmou, nesta sexta-feira, a candidatura à presidência do Cruzeiro. O primeiro vice será Paulo Pedrosa, o segundo ainda não foi definido. Claret adiantou ao Superesportes algumas propostas para o clube. A principal delas é colocar fim ao modelo exportador de atletas da atual gestão, buscando receitas para o Cruzeiro de outras formas.

“Nosso plano de gestão já está elaborado. Nosso principal foco vai ser o futebol profissional com certeza absoluta. Queremos decretar a decadência do modelo exportador. Nosso foco é criar novas idéias para gerir o futebol, no sentido de manter os craques e trazer outros de anseio da torcida. O principal foco no futebol profissional é esse”, explicou Claret.

”Queremos desenvolver ações que possibilitem a vinda de jogadores de ponta e segurar os craques atuais, ações que incluam torcida, patrocinadores, parceiros, buscando equilíbrio financeiro. Pretendo implantar um projeto que deixei pronto lá e não foi implantado, que é o de franquia de lojas oficiais. Já era para o Cruzeiro estar com umas 100 lojas oficiais espalhadas pelo Brasil, isso gera receita adicional. Fazer um projeto de franquias de escolas de esporte é mais uma forma de receita e descoberta de novos talentos”, completou.

Fora do futebol profissional, Claret pretende revitalizar os clubes sociais do Cruzeiro e montar um plano de trabalho para o setor administrativo que valorize o profissional por competência e resultados.

”Temos que modernizar nossos clubes sociais, revitalizar, fidelizar os associados e trazer outros novos, hoje o Cruzeiro em um número de associados muito menor do que já teve. Nos esportes especializados, o fortalecimento do vôlei e do atletismo. No administrativo, queremos um plano de trabalho que valorize os profissionais do Cruzeiro, com plano de salários, sistema de gestão por competência e resultados, profissionalizar o grupo que está lá. Queremos colaboradores que figurem no clube por competência”, ressaltou.