Cruzeiro

Com contrato até agosto, Wallyson revela carinho pelo Cruzeiro e diz que quer ficar

Atacante aguarda contato da diretoria para renovar contrato com o clube celeste

postado em 19/02/2012 09:37 / atualizado em 18/02/2012 19:41

Jorge Gontijo/EM/D.APress
O atacante Wallyson tem contrato com o Cruzeiro até 10 de agosto deste ano. O histórico recente de renovações de contrato frustradas do clube celeste faz a torcida temer pela saída do jogador. Em 2010, a diretoria estrelada perdeu Leonardo Silva para o Atlético. Em 2011, perdeu Fabrício para o São Paulo.

Wallyson está emprestado ao Cruzeiro pelo Deportivo Maldonado-URU, time ligado à empresa HAZ Sport Agency. Se o atacante for negociado até agosto, o Cruzeiro terá direito a 30% do montante. Esse foi o percentual acertado com o parceiro pela exposição do atacante, que foi artilheiro da última edição da Libertadores, com sete gols.

O grupo HAZ Sport Agency detém 50% dos direitos, enquanto Wallyson tem 10% e o empresário Flávio Anselmo, de Natal-RN, outros 10%.

Um dos sócios do grupo HAZ, o argentino Gustavo Arribas, explicou ao Superesportes que uma cláusula no contrato obriga o Cruzeiro a liberar Wallyson caso um clube interessado pague um valor estipulado, não revelado. A diretoria celeste não teria poder de veto nesse tempo de empréstimo. Caberia à Raposa cobrir a oferta para ficar com o atleta em definitivo. “Ele não sai emprestado. Há uma cláusula que diz que o Cruzeiro é obrigado a liberá-lo por determinado valor. Se pagar, ele sai do Cruzeiro”, disse Arribas, à reportagem, no início do ano.

Nesse sábado, Wallyson conversou com o Superesportes e falou da vontade de permanecer no Cruzeiro. O jogador abriu mão da folga de carnaval e segue treinando em BH para aprimorar a forma física. O atleta, que perdeu o pai em 2010 e sofreu fratura de tornozelo no ano passado, revelou carinho pelos funcionários do clube e pela torcida, que sempre confiou na sua dedicação.

”Ainda falta muito tempo para o contrato acabar, mas eu estou muito feliz aqui no Cruzeiro, feliz com a torcida, com os funcionários do clube, me sinto em casa. Minha cabeça é permanecer no Cruzeiro, renovar e ficar. Estou esperando a diretoria chamar meu empresário para conversarmos”, disse Wallyson.

”Tive muitos problemas nesses últimos anos e o Cruzeiro foi um clube que me ajudou, fiz grandes amigos aqui, os trabalhadores da Toca me ajudaram sempre nesses momentos ruins. A torcida também sabia do meu sofrimento e me respeitou, me apoiou. Então eu penso em ficar no Cruzeiro para recompensar tudo isso que todos me ajudaram, inclusive a torcida”, completou.

A diretoria do Cruzeiro acredita que pode renovar automaticamente o contrato do jogador por cinco meses, período no qual ele ficou em tratamento da fratura no tornozelo. Em 2010, porém, o clube se apegou a uma cláusula similar para tentar manter o zagueiro Leonardo Silva e acabou perdendo o atleta para o Atlético.

Tags: mineiro2012