Cruzeiro
1

Final do Mundial de Clubes de 1976, no Mineirão, completa 36 anos nesta sexta

Estádio será reaberto no aniversário da decisão mais importante de sua história

postado em 21/12/2012 14:05 / atualizado em 21/12/2012 14:20

Arquivo/EM

VEJA IMAGENS INÉDITAS DA FINAL DE 1976 NO MINEIRÃO

Uma feliz coincidência marca a reinauguração do Mineirão, nesta sexta-feira. Há exatos 36 anos, o Gigante da Pampulha recebia a partida mais importante de sua história, a final do Mundial de Clubes, entre Cruzeiro e Bayern de Munique.

Na época, o Mundial era disputado em partidas de ida e volta. No primeiro duelo, na Alemanha, o clube celeste perdeu por 2 a 0 para o Bayern, com o campo coberto de neve, devido ao rigoroso inverno alemão.

Arquivo/EM
Na partida de volta, o empate dava o título aos alemães e foi o que ocorreu. O goleiro Sepp Maier fechou o gol e impediu que o Cruzeiro vencesse. O Bayern era a base da Seleção Alemã campeã mundial em 1974 sobre a Holanda e tinha, além de Maier, craques como Beckenbauer, Gerd Müller, Rummenigge. O zagueiro Schwarzenbeck era outro titular da Seleção na Copa.

O Cruzeiro, por sua vez, também tinha um time forte, com Raul, Nelinho, Piazza, Jairzinho, Dirceu Lopes, Palhinha, Joãozinho, além do uruguaio Pablo Forlán.

Na partida do Mineirão, 113.715 pagantes foram registrados nas roletas do estádio. Porém, devido ao arrombamento de portões, estima-se que o público presente tenha sido muito superior ao registrado.

Cruzeiro 0 x 0 Bayern de Munique

Motivo: Final do Mundial de Clubes
Data: 21/12/1976
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Público pagante: 113.715
Renda: Cr$ 6.318.855
Árbitro: Patrick Partridge (ING)

Cruzeiro:
Raul, Nelinho, Moraes, Ozires e Vanderley; Piazza (Eduardo Amorim), Zé Carlos, Palhinha e Dirceu Lopes (Pablo Forlán); Joãozinho e Jairzinho.
Técnico: Zezé Moreira

Bayern:
Sepp Maier, Andersson, Schwarzenbeck, Beckenbauer e Horsmann; Kapellmann, Torstensson, Weiss e U. Hoeness; Gerd Müller e Rummenigge (Arbinger).
Técnico: Dettmar Cramer