Cruzeiro

CAMPEONATO BRASILEIRO

Rendimento ofensivo do Cruzeiro cai e treinador cobra eficiência em finalizações

Após 10 gols em três jogos no Brasileirão, time marcou três vezes nas últimas rodadas

postado em 08/08/2013 16:50

Edesio Ferreira/EM/D.A Press

Dono do melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 25 gols marcados, o Cruzeiro balançou as redes 10 vezes nas partidas contra Náutico, São Paulo e Atlético. Porém, nos três jogos seguintes, a equipe não conseguiu manter o alto rendimento e marcou três gols. Com o time menos eficaz ao aproveitar oportunidades diante dos goleiros adversários, o técnico Marcelo Oliveira destacou o volume de chances criadas e pediu finalizações melhores.

“É bom para um treinador saber que está criando. Isso é importante. Temos o melhor ataque do campeonato e a segunda melhor defesa (atrás do Corinthians). Fica dramático se você não faz o gol, isso aconteceu contra o Coritiba e também no primeiro tempo contra o Fluminense. A gente tem de ter esse sentimento de definir. Às vezes, vai fazer gol de bico, com um carrinho, mas tem de botar para dentro. É muita chance desperdiçada e, às vezes, será pago um preço muito caro por isso”, afirmou.

Nessa quarta-feira, o Cruzeiro criou várias oportunidades de gol, mas só conseguiu confirmar a vitória sobre o Criciúma, por 2 a 1, aos 38 minutos do segundo tempo, quando Ricardo Goulart marcou em toque de letra. Vinícius Araújo havia feito o gol cruzeirense na etapa inicial, em Santa Catarina.

No jogo anterior, Luan foi o autor do gol da vitória sobre o Coritiba, por 1 a 0, no Mineirão. A equipe também não aproveitou o volume de chances criadas diante do Fluminense, em derrota por 1 a 0, no Maracanã.

Essa sequência sucedeu três goleadas. A primeira delas foi sobre o Náutico, por 3 a 0, no Mineirão. No Morumbi, o placar se repetiu diante do São Paulo, com três gols de Luan. Já no clássico com o Atlético, no Gigante da Pampulha, o time celeste venceu por 4 a 1.