Cruzeiro
1

CRUZEIRO

Aplaudido pelos companheiros, Goulart se despede da Toca e afirma: "Um dia voltarei"

Meia foi vendido pelo Cruzeiro ao Guangzhou da China por 15 milhões de euros

postado em 13/01/2015 11:58 / atualizado em 13/01/2015 14:31

{'id_site': 1, 'imagem_destaque': 'ns1/app/foto_126510467054/2015/01/13/6362/20150113141751663331o.JPG', 'id_content': 3026236L, 'url': 'https://www.mg.superesportes.com.br/app/fotos/futebol/cruzeiro/2015/01/13/galeria_cruzeiro,6362/ricardo-goulart-se-despede-do-cruzeiro.shtml', 'titulo_destaque': 'Ricardo Goulart se despede do Cruzeiro', 'samesite': True, 'id_pk': 6362L, 'id_conteudo': 3026236L, 'id_aplicativo': 11, 'meta_type': 'foto', 'titulo': 'Ricardo Goulart se despede do Cruzeiro', 'id_treeapp': 151, 'descricao_destaque': 'Negociado com o Guangzhou Evergrande, da China, meia-atacante se despediu dos companheiros', 'schema': 'foto_126510467054'}
A manhã de terça-feira foi de despedida na Toca da Raposa II. O meia Ricardo Goulart voltou ao centro de treinamentos do Cruzeiro para assinar a rescisão contratual e se despedir dos companheiros. Quando chegou ao campo onde os jogadores realizavam um treino físico, Goulart foi aplaudido pelos colegas.

Tinga e Júlio Baptista foram os que mais aconselharam o ex-cruzeirense, que concedeu uma entrevista coletiva de despedida. “Não é adeus, é até logo. Foram dois anos com o mesmo grupo, é uma afinidade muito grande. Chegou a minha hora de partir. Os jogadores entendem minha situação. Conheci o Tinga no Inter, ele me ajudou a crescer. O Júlio me falou para eu jogar meu futebol. São jogadores experientes que me ensinaram muito”, disse Goulart.

O armador, que foi contratado no início da temporada 2012 como uma jovem promessa do Goiás, se tornou um dos principais nomes do futebol brasileiro em duas temporadas pelo Cruzeiro. Agora, o jogador, que possui dois Campeonatos Brasileiros em sua passagem pela Raposa, tentará a sorte na Ásia. “A transação aconteceu muito rápido e foi boa para mim e para o Cruzeiro”, justificou.

Para ele, o fato de atuar em um país com pouca tradição no futebol não o impedirá de vestir a camisa da Seleção Brasileira. “Não perde visibilidade não. Pelo contrário. O mundo está tão comunicativo que você sabe o que está acontecendo na China, na Inglaterra. Meu sonho da Seleção está vivo, vou fazer de tudo para chamar a atenção”, disse.

Por fim, Ricardo Goulart mandou um recado aos torcedores do Cruzeiro e prometeu voltar à Toca da Raposa no futuro. “Alô torcida cruzeirense, nação, obrigado pelo carinho de todos que foram aos estádios, daqueles que encontramos nas ruas sempre me dando apoio. Hoje chegou minha hora de partir, fica um até breve. Se Deus quiser vai dar tudo certo no Cruzeiro também. Vou acompanhar de longe. Obrigado pelo carinho e apoio. Um dia eu voltarei”.